AUXÍLIO BRASIL: veja quando ATUALIZAR O CADASTRO para evitar o CANCELAMENTO do seu benefício

Pontos-chave
  • Famílias que desejam receber o Auxílio Brasil precisam ter os dados atualizados no CadÚnico;
  • Governo está notificando quem deve realizar a revisão ou averiguação cadastral;
  • Prazos foram estendidos após superlotação no CRAS.

O Auxílio Brasil vai repassar R$ 600 a partir de agosto para pouco mais de 18,1 milhões de brasileiros. Para reconhecer quem poderá ser beneficiado, o Ministério da Cidadania vai usar a base de dados do Cadastro Único (CadÚnico). No entanto, quem estiver com a inscrição desatualizada corre o risco de ter o benefício cancelado. 

publicidade
AUXÍLIO BRASIL: veja quando ATUALIZAR O CADASTRO para evitar o CANCELAMENTO do seu benefício
AUXÍLIO BRASIL: veja quando ATUALIZAR O CADASTRO para evitar o CANCELAMENTO do seu benefício (Imagem: FDR)

Algumas situações fazem com que o Ministério da Cidadania cancele o repasse do Auxílio Brasil. Por exemplo, o fato da família ter renda superior a permitida (até R$ 210 por pessoa). Mas, na grande maioria das vezes o desligamento do programa social está relacionado a desatualização de dados.

Obrigatoriamente as famílias devem atualizar seu registro no CadÚnico a cada dois anos. No entanto, se antes desse prazo o cidadão e sua família sofrerem alguma mudança precisarão comunicar ao governo. Para isso devem procurar uma unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

publicidade

Com o anuncio do pagamento de R$ 600 no Auxílio Brasil, adicional de R$ 200 comparado ao valor original distribuído em nome do programa, as famílias passaram a procurar o CRAS para atualização. O responsável familiar tem ficado horas na fila de espera das unidades para corrigir seu cadastro.

A quantia é uma ação inédita do governo federal, e promete o repasse de R$ 600 até dezembro deste ano. De acordo com especialistas, está é uma estratégia política do presidente Jair Bolsonaro (PL) para manter seu cargo até 2026. O investimento em programas sociais pretende aumentar as chances de voto em Bolsonaro.

Por enquanto, segundo pesquisas eleitorais, a medida ainda não teve efeito. Isso porque, dos beneficiários do Auxílio Brasil que foram entrevistados pelo PoderData 52% demonstrou interesse em votar em Luís Inácio Lula da Silva (PT). Enquanto Bolsonaro ficou com 32% das intenções.

Foi no governo Lula que o Bolsa Família foi criado, e até este ano quando o Auxílio Brasil passou a valer, era o Bolsa que auxiliava na renda das famílias mais pobres. O valor pago era de, em média, R$ 217 podendo ter adicionais.

Quando atualizar o cadastro do Auxílio Brasil

A obrigatoriedade é que os dados do CadÚnico que dá acesso ao Auxílio Brasil seja atualizado a cada dois anos. No entanto, caso ocorra inconsistência de dados ou outro fator que altere os dados da família, esse período deve ser antecipado.

São eventos que merecem ser inclusos no CadÚnico:

publicidade
  • Troca de endereço;
  • Morte ou nascimento de um novo membro;
  • Aumento da renda de algum membro da família, ex.: início de um emprego formal;
  • Diminuição da renda de algum membro da família, ex.: alguém perdeu o emprego, deixou de receber pensão e etc.;
  • Exclusão ou inclusão de algum membro da família, ex.: filho que casou e foi morar em outro endereço, ou algum parente que passou a ser sustentado pelo família;
  • Erro nos dados da família, ex.: renda é menor do que a obtida pelo CadÚnico em outras bases de dados do governo.

São duas situações diferentes que merecem atenção: atualização e averiguação cadastral. No primeiro caso é preciso atualizar o que há de novo no cadastro familiar. E na averiguação é preciso corrigir os dados que estão incorretos por conta de alguma falha seja do CadÚnico, seja da própria família.

O Ministério da Cidadania está avisando os beneficiários do Auxílio Brasil que precisam realizar esse procedimento. O extrato de pagamentos e o app do programa estão enviando uma mensagem ao usuário informando da necessidade de atualização de dados.

publicidade

Prazos para atualização no CadÚnico

Devido ao aumento de pessoas nas unidades do CRAS, e da superlotação que tem causado conflitos, o governo federal estabeleceu prazos para atualizar os dados no CadÚnico.

  • Famílias em Averiguação Cadastral: até 12 de agosto;
  • Famílias em Revisão Cadastral: até 14 de outubro.

Para a revisão cadastral estão sendo convocados aqueles que não fizeram a atualização desde 2016 e 2017. A averiguação trata-se de pessoas que estão com dados errados baseado no cruzamento de informações do governo.

publicidade

Como saber que preciso fazer a atualização?

A fim de garantir o pagamento do Auxílio Brasil, muitas pessoas estão se adiantando nos prazos e realizando o processo de atualização o quanto antes.

Para saber se está no grupo que deve realizar esse procedimento, o responsável familiar pode fazer a consulta no aplicativo ou site do Cadastro Único. 

Funciona assim:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
  • Acesse o app ou site do CadÚnico;
  • Selecione a opção “Consulta simples”;
  • Preencha as informações: Nome completo, data de nascimento, nome da mãe e cidade. Em seguida, clique em “Continuar”;
  • O portal vai informar seu os dados estão atualizados, quando foram atualizados e se a inscrição está ativa.

Como foi dito, quem precisa fazer o processo de revisão ou averiguação também está sendo notificado pelo extrato de pagamentos ou app do Auxílio Brasil.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.