INSS aumenta a REPROVAÇÃO dos BENEFÍCIOS; saiba O QUE FAZER em caso de NEGATIVA

Cresce o número de solicitações negadas pelo Instituto Nacional do Seguro Social. Com o aumento do número de reprovação dos benefícios do INSS, os contribuintes precisam estar cada vez mais atentos aos requisitos e preparados para saber quais atitudes devem ser tomadas em caso de negativa.

publicidade
INSS oferece BOLSA DE ESTUDO para os seus SERVIDORES; veja como se candidatar
Aumenta o número de indeferimentos de benefícios do INSS.  (Imagem: FDR)

Após passar por um longo período de espera na análise do requerimento, o que leva em média 115 dias, lidar com a frustração da reprovação não é algo fácil. Somente no primeiro trimestre deste ano, cerca de 1,14 milhão de solicitações foram negadas. O número representa quase a metade dos pedidos feitos, segundo o BEPS de maio (27° Boletim Estatístico da Previdência Social).

Aumenta o número de indeferimentos de benefícios do INSS 

As informações são de que os indeferimentos se mostram crescentes em todo Brasil. Entre 2012 e 2018, a média anual de pedidos negados era de 3,4 milhões. De 2019 em diante, a média subiu para 4,4 milhões.

publicidade

Entre as razões pelas quais os pedidos de benefícios negados estão crescendo nos últimos anos, está a falta de estrutura do INSS. A situação impossibilita uma análise cuidadosa e detalhada, resultando nas negativas.

Após ter o benefício negado, o indivíduo pode recorrer de diferentes formas na tentativa de reverter a situação. Nesse caso, o cidadão pode contatar o próprio órgão do INSS, também podendo entrar com ação judicial ou realizar novo pedido.

O que fazer diante da reprovação dos benefícios do INSS

Com a reprovação dos benefícios do INSS, o contribuinte que tenta se tornar beneficiário possui algumas alternativas para tentar reverter a situação. Uma delas é recorrer a resposta do INSS. Para isso, o cidadão possui até 30 dias para ir ao Conselho de Recursos da Previdência Social (CRPS). 

Ao receber a carta de comunicação de decisão do INSS, é preciso que o solicitante do benefício identifique a razão da negativa. Outra opção é ir ao site Meu INSS para analisar o processo administrativo.

O agendamento do recurso pode ser feito através do telefone 135, ou pelo portal Meu INSS. Na abertura do recurso, o solicitante deve anexar documentos que expliquem a razão pelas quais não concorda com a decisão do instituto. 

É preciso ainda anexar os documentos pessoais do interessado. Além do tempo de contribuição, petições e outras documentações que julgue importante para o recurso. Confira o passo a passo do agendamento:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade
  1. Acessar o Meu INSS com seu login e senha
  2. Buscar a opção “Agendamentos/Requerimentos”
  3. Clicar em “Novo Requerimento”
  4. Para facilitar, digitar na busca a palavra “recurso”
  5. Escolher a opção desejada
  6. Inserir todos os dados solicitados
  7. Finalizar pedido

É importante  que o cidadão saiba que o processo é bastante demorado. Isso porque, os pedidos julgados no CRPS levam em média 411 dias para serem analisados. 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.