Petrobras anuncia primeira redução no preço da gasolina em 2022; estes foram os impactos nas ações da empresa

A partir desta quarta-feira (20), o preço médio de venda da gasolina da Petrobras para as distribuidoras cairá de R$ 4,06 para R$ 3,86 por litro. Isso representa uma queda de R$ 0,20 por litro, ou de 4,93%. Os preços relativos aos demais combustíveis não foram reajustados.

publicidade
Petrobras anuncia primeira redução no preço da gasolina em 2022; ações da empresa tiveram impactos?
Petrobras anuncia primeira redução no preço da gasolina em 2022; ações da empresa tiveram impactos?
(Imagem: FDR)

A decisão recente da Petrobras representa a primeira queda no preço da gasolina neste ano. Agora, o valor do combustível passa a ser o mesmo cobrado em maio deste ano.

O último reajuste no preço da gasolina tinha sido em junho. Na ocasião, a estatal aumentou o preço de venda para as distribuidoras de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro. Neste caso, a alta tinha sido de 5,18%.

publicidade

Vale destacar que os preços de venda da gasolina para as distribuidoras são apenas um dos fatores de composição do valor cobrado nos postos. Para a definição do preço final, também são adicionados os impostos e a fatia das distribuidoras e revendedores.

Segundo a Petrobras, ao considerar a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da estatal no valor ao consumidor passará, em média, de R$ 2,96 para R$ 2,81 a cada litro vendido nas bombas.

Justificativa da Petrobras para corte no preço da gasolina

A Petrobras argumenta que essa diminuição segue a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em nível abaixo para a gasolina.

A estatal ainda informa que a decisão “é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacional e da taxa de câmbio”.

Diante da política de paridade de preços internacionais (PPI), adotada a partir de 2016, a estatal buscar parear o valor da gasolina na refinaria com o preço internacional. Desse modo, os reajustes ocorrem depois de variações nos valores do petróleo e do câmbio.

Desempenho das ações da Petrobras após anúncio de reajuste

Nesta terça-feira (19), mesmo dia em que a Petrobras anunciou o reajuste, as ações da estatal registraram alta na bolsa de valores brasileira, a B3.

publicidade

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3) aumentaram 1,12%, a R$ 31,67. Já as ações preferenciais da estatal (PETR4) subiram 2,03%, a R$ 29,18.

Antes mesmo deste reajuste, os papéis da Petrobras já apresentavam performance positiva, favorecidas pela diminuição na aversão a risco por parte dos investidores. Isso por conta da elevação nas bolsas norte-americanas e prosseguimento de alta dos preços do petróleo.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.