PUC-Campinas abre inscrições para vestibular social

As inscrições para o vestibular social da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC) estão abertas para o 2º semestre de 2022. Os interessados podem se inscrever até a próxima quinta-feira (21). Há bolsas integrais e de 50%.

publicidade
PUC-Campinas abre inscrições para vestibular social
PUC-Campinas abre inscrições para vestibular social (Imagem: FDR)

O vestibular social da PUC oferece bolsas de 50% e 100%. As inscrições começaram no dia 12 de julho e vão até o dia 21 deste mês e são feitas de forma online, no site da PUC-Campinas.

O processo seletivo é por meio das notas do Enem. Dessa maneira, não haverá prova. De acordo com o calendário, no dia 25 será publicada a lista de candidatos classificados e pré-selecionados em 1ª chamada.

publicidade

Esses passarão pela etapa de análise documental e tele-entrevista. Assim, os candidatos aprovados terão entre os dias 25 e 27 para enviar os documentos e agendar a tele-entrevista.

A análise documental e a tele-entrevista irão acontecer entre os dias 29 de julho a 04 de agosto. No dia 16 de agosto será publicada a lista de candidatos convocados para matrícula e a lista de espera do Vestibular Social. A matrícula deverá ser feita entre os dias 17 e 25 de agosto.

Requisitos vestibular social da PUC

Para concorrer a uma das vagas oferecidas os candidatos devem ter participado do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio). Serão aceitas as notas das edições de 2010 a 2021. Os candidatos devem ter obtido uma média igual ou a partir de 450 pontos na soma das quatro áreas do conhecimento.

Além disso, não podem ter zerado a prova dissertativa-argumentativa (redação). O processo seletivo oferece descontos ou bolsa integral para determinados grupos. Assim, os candidatos devem atender aos critérios da Lei Complementar nº 187/21, de 16 de dezembro de 2021.

Para ter direito a bolsa de estudo integral, ou seja, de 100% é preciso ter uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. Já para as bolsas parciais, ou seja, de 50%, é exigido que a renda familiar per capita não ultrapasse a três salários-mínimos.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Além disso, em ambas as situações, o candidato e sua família devem possuir um patrimônio compatível com a renda per capita informada. Por fim, devem ser brasileiros natos ou naturalizados e terem concluído o ensino médio ou concluírem antes de 1º de agosto.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Glaucia Alves
Gláucia Alves é formada em Letras-Inglês pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Atuou na área acadêmica durante 8 anos. Em 2020 começou a trabalhar como corretora de redação. Atualmente, trabalha na equipe do portal FDR, produzindo conteúdo sobre economia e direitos da população brasileira, onde já acumula anos de pesquisa e experiência. Além de realizar consultoria de redação on-line.