NOVO CARTÃO DO AUXÍLIO BRASIL de R$600: saiba como cadastrar sua SENHA no CAIXA TEM

Pontos-chave
  • Senha do cartão do Auxílio Brasil deve ser cadastrada no Caixa Tem;
  • Cidades com poucas unidades de atendimento da Caixa receberão as primeiras unidades do cartão;
  • Cerca de 3,2 milhões de cartões do Auxílio Brasil já foram emitidos.

Desde o final do mês de junho, os 18,5 milhões de beneficiários já começaram a receber o novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600 em casa. A ferramenta tem sido emitida pelo Ministério da Cidadania para substituir o cartão do Bolsa Família, usado pelo grupo que foi transferido do antigo programa. 

publicidade
NOVO CARTÃO DO AUXÍLIO BRASIL de R$600: Saiba como cadastrar sua SENHA no CAIXA TEM
NOVO CARTÃO DO AUXÍLIO BRASIL de R$600: Saiba como cadastrar sua SENHA no CAIXA TEM. (Imagem: FDR)

O saldo de beneficiários incluído no formato atual da transferência de renda, contava apenas com transações digitais no Caixa Tem ou saque através do Cartão Cidadão. Agora, com o novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600, os cidadãos terão a oportunidade de fazer saques pontuais, não sendo obrigados a retirar todo o saldo de uma só vez.

Mas afinal, todo cartão requer uma senha de segurança para ser usado, evitando fraudes e saques indevidos. A novidade é que a senha do novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600 deverá ser cadastrada pelo aplicativo da conta poupança social digital, o Caixa Tem. A decisão foi tomada visando facilitar o processo para o beneficiário sem que ele precise sair de casa.

publicidade

Quem já tiver o cartão em mãos terá a chance de usá-lo assim que os depósitos da sétima parcela começarem a ser liberados a partir da próxima segunda-feira (18). Antes, é preciso cadastrar a senha executando este passo a passo:

  1. Acesse o aplicativo Caixa Tem;
  2. Selecione a opção “Auxílio Brasil”;
  3. Clique em “criar senha do cartão”. 

Com o novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600 em mãos, o beneficiário poderá usá-lo não apenas para efetuar o saque em espécie do benefício. O uso se estende a compras no mercado, farmácia, lojas, postos de combustível, e qualquer outro estabelecimento que aceite cartões na função débito.

De acordo com o Ministério da Cidadania, até agora já foram emitidos 3,2 milhões de unidades do novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600 com chip. A previsão é para que as primeiras remessas atendam cerca de 6,6 milhões de famílias incluídas no programa a partir de novembro de 2021.

A princípio, a prioridade na distribuição será dada aos beneficiários que residem em cidades que não possuem ou que contam com uma quantidade limitada de canais de pagamento da Caixa Econômica Federal (CEF). A frente do novo cartão do Auxílio Brasil de R$ 600 dispõe essas informações:

  1. Identificação do Programa Auxílio Brasil;
  2. Número do cartão;
  3. NIS do Responsável Familiar (RF);
  4. Nome do RF;
  5. Validade do cartão;
  6. Número da conta.

Já o verso do cartão apresenta estes dados:

  1. Canais de atendimento do Ministério da Cidadania e da Caixa;
  2. Nomes da Caixa e Ministério da Cidadania;
  3. Bandeira do Caixa Aqui;
  4. QR Code;
  5. Bandeira do banco 24Horas; e
  6. Bandeira da Elo ou Visa.

Solicitação do novo cartão do Auxílio Brasil

O novo cartão do Auxílio Brasil será enviado pelos Correios e entregue diretamente no endereço do que o beneficiário registrou no Cadastro Único (CadÚnico). Portanto, não há nenhuma iniciativa de solicitação da ferramenta a ser tomada para receber o cartão do Auxílio Brasil

publicidade

O que o beneficiário pode fazer é manter a inscrição no CadÚnico atualizada. Mudanças de endereço, telefone ou composição do grupo familiar são essenciais e às quais é preciso ter bastante atenção. 

A atualização cadastral pode ser feita pelo site ou aplicativo do Cadastro Único. As plataformas recentemente reestruturadas oferecem estes serviços:

  1. Consulta por CPF;
  2. Consulta simples;
  3. Consulta completa;
  4. Pré-cadastro;
  5. Comprovante de cadastro;
  6. Atualização cadastral por confirmação;
  7. Meus benefícios;
  8. Postos de atendimento.

Para atualizar os dados, basta apresentar todos os documentos pessoais do representante familiar e de todo o grupo que reside na mesma casa, os mesmos fornecidos durante a inscrição. A atualização deve ocorrer, obrigatoriamente, a cada dois anos, ou quando houver qualquer mudança na estrutura familiar, como endereço, nascimento ou morte. 

publicidade

A novidade fica por conta do pré-cadastro, permitindo que o usuário faça o auto-cadastro, precisando comparecer ao CRAS somente para a avaliação complementar, o que já agiliza todo o processo. 

De acordo com o Ministério da Cidadania, a nova funcionalidade vai reduzir as filas e o tempo de espera pelo atendimento nas unidades, já que as famílias chegarão com o pré-cadastro já pronto. Após o pré-cadastro, o Responsável Familiar terá 120 dias para ir ao posto de atendimento completar o cadastro do Cadúnico.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.