PicPay planeja estas duas grandes novidades para seus usuários

No início desta semana, o PicPay comunicou o desejo de ingressar no mercado de criptoativos e já possui uma nova unidade de negócios voltada para este assunto. A plataforma de pagamentos já tem a intenção de lançar uma corretora para negociar ativos digitais e até mesmo criar uma cripto própria, com o valor indexado ao real. 

publicidade

A empresa disse acreditar na proposta tecnologia das criptomoedas e por conta disso, não vê empecilhos na recente queda desta modalidade de ativos, fase que recebeu o apelido de “inverno cripto” 

“Nós acreditamos que cripto vai muito além de um investimento. É uma forma de descentralizar e facilitar pagamentos e serviços financeiros de forma geral. Queremos ser a empresa que vai popularizar cripto para de fato colocá-la no dia a dia das pessoas”, disse ao InfoMoney Anderson Chamon, vice-presidente de tecnologia e produtos do PicPay.

Além da possibilidade de negociar, o PicPay também quer oferecer o armazenamento das cripto para que os investidores possam utilizá-las para fazer pagamentos em estabelecimentos conveniados. Anderson disse ainda que a idéia é lançar mão dos ativos digitais para serviços financeiros, como os empréstimos.

publicidade

A criptomoeda do PicPay será uma stablecoin, tipo de ativo que possui paridade com outro, como uma moeda fiduciária, no caso do PicPay, será a BRC, que rastreará o preço do real.

“Hoje, o dobro de pessoas físicas cadastradas na Bolsa investem em criptomoedas no Brasil. Mas essa é apenas uma forma de ver esse mercado, com foco em investir em criptomoedas. Não chega nem perto das oportunidades em pagamentos, modalidades de crédito, entre outras, que é o que queremos fazer”, disse Chamon ao InfoMoney.

A plataforma agora está a procura de profissionais de cripto e Web 3, também conhecida como “Internet descentralizada”, para integrar o time da nova unidade de negócios. Não existe ainda uma data para o lançamento de produtos, no entanto o primeiro, de acordo com o PicPay, será a exchange, para compra e venda de criptoativos.

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

PicPay

O PicPay é um aplicativo fintech brasileiro, criado por pessoas do estado do Espírito Santo, disponível para download em celular dos sistemas operacionais Android e iOS, que funciona como uma carteira digital. O programa permite fazer compras pelo smartphone com cartão de crédito ou valor de transferência.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.