Auxílio Permanente de R$ 1.200 pode ser aprovado ainda este ano? Entenda

Benefício para mães solteiras chefes de família pode ser aprovado ainda este ano. O Auxílio Permanente de R$ 1.200 tem sido aguardado há pelo menos dois anos como uma promessa que ainda não foi colocada em prática. Diante da expectativa, uma nova esperança de que o pagamento entre em vigor.

publicidade

O benefício foi adicionado por meio de Projeto de Lei que se encontra em discussão na Câmara dos Deputados. A última movimentação da medida havia acontecido ainda em 2021 com a aprovação da Comissão dos Direitos da Mulher. O auxílio depende agora da aprovação dos parlamentares.

Benefício de R$ 1.200 para mães solteiras pode ser pago esse ano

No último dia 20 de maio, após meses parado na Câmara, o texto voltou a ser discutido, diante da designação da proposta para o relator da Comissão de Seguridade Social e Família.

Se aprovado, o benefício depende ainda da aprovação da Comissão de Finanças e Tributação, para que na sequência passe para ser discutido pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

publicidade

Com o aval de todas as comissões, o texto da proposta seguirá para votação no Plenário do Senado Federal. Precisando posteriormente passar pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal para ser então aprovada. 

Para a aprovação, a proposta precisa ter o apoio dos parlamentares. Levando em consideração todo o período para o avanço, as expectativas para que o texto seja aprovado são baixas.

O que propõe o Auxílio Permanente?

O Auxílio Permanente é uma proposta do projeto de lei 2099/20, de autoria do ex-deputado Assis Carvalho (PI). O benefício estabelece que as mulheres chefes de família sem cônjuge ou companheiro, e que tenha ao menos uma pessoa menor de 18 anos, recebam o auxílio. Para isso, será necessária a comprovação da renda familiar per capita de até meio salário mínimo (R$ 606) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636).

Se aprovado,  devem receber o auxílio permanente de R$ 1.200 mães solteiras que cumpram com os seguintes requisitos:

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

  • seja maior de 18 anos de idade;
  • não possua emprego formal ativo;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial ou beneficiário do seguro-desemprego;
  • esteja inscrita no Cadastro Único para Programas sociais do Governo Federal;
  • seja microempreendedora individual (MEI);
  • contribua individualmente com o Regime Geral de Previdência Social
  • ou trabalhe informalmente, seja empregada, autônoma ou desempregada, de qualquer natureza, inclusive a intermitente inativa.
publicidade

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.