Projeção econômica para 2023 assusta a população e pode piorar com a escolha do presidente

A projeção econômica para 2023 assusta a população. O cenário previsto pode ainda piorar a depender da escolha do presidente nas eleições de outubro. Entre as principais preocupações para o setor econômico estão a inflação acelerada e o baixo crescimento.

publicidade

Considerando Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) como os prováveis nomes a assumir o governo do Brasil em 2023, e analisando o cenário da economia no momento em que os mesmos iniciaram seus mandatos, nenhum dos presidentes enfrentou um início tão desafiador como o previsto para o próximo ano.

Economia de 2023 será um desafio inédito para quem assumir

A projeção realizada pelo MCM Consultores Associados revela os números previstos para 2023 com base na situação econômica que se desenhou até aqui. 

Os dados do estudo apontam que a inflação dos últimos 12 meses no 1° dia de cada mandato era a seguinte:

publicidade
  • No primeiro governo Lula, o presidente assumiu o poder com a Inflação marcando 12,53%;
  • No segundo governo Lula, o presidente assumiu o poder com a Inflação em 3,14%;
  • No governo Bolsonaro, o presidente assumiu o poder com a Inflação marcando 4,31%;
  • O próximo presidente deve assumir o poder com a inflamação em 7,4%.

PIB dos últimos 12 meses antes do presidente assumir:

  • No primeiro dia do primeiro governo Lula, o PIB era de  3,1%;
  • No primeiro dia do segundo governo Lula, o PIB era de 4%;
  • No primeiro dia do governo Bolsonaro, o PIB era de 1,8%;
  • No primeiro dia do próximo governo, o PIB deve ser de 2%.

Taxa Selic ao ano no primeiro dia de cada governo:

  • Primeiro governo Lula: Selic de 25%;
  • Segundo governo Lula: Selic de 13,25;
  • Governo Bolsonaro: Selic de 6,5%;
  • Próximo governo: Selic de 13,75%.

Valor do dólar em real no primeiro dia de cada governo:

publicidade
  • Primeiro governo Lula: 6,25;
  • Segundo governo Lula: 3,65;
  • Governo Bolsonaro: 4,22;
  • Próximo governo: 5.

O que Lula enfrentaria em 2023

Com a comparação dos dados dos cenários já assumidos por Lula e o que o petista encontraria caso fosse eleito em 2023 apontam desafios nunca antes enfrentados.

No início do primeiro mandato de Lula, a inflação se encontrava superior a 12,53%, muito superior ao que será visto no início de 2023 (7,4%). Entretanto o impacto já sentido, se mostra tão grande quanto o de 2003. 

publicidade

Quanto ao PIB, Lula encontraria um crescimento do Produto Interno Bruto do Brasil, abaixo do visto em 2003. Uma das complicações que podem ser sentidas por Lula em uma eventual eleição, é que em seu primeiro governo, apesar das adversidades econômicas, no quesito contas públicas, o governo anterior, de Fernando Henrique Cardoso, já havia realizado os reajustes necessários.

O que Bolsonaro enfrentaria em 2023

Sendo reeleito, o atual presidente do país, Jair Bolsonaro, se depara com desafios ainda maiores em janeiro de 2023, do que quando assumiu pela primeira vez.

No início do governo, Bolsonaro encontrou a taxa inflacionária marcando 4,31%. Atualmente, a inflação do país ultrapassa os dois dígitos, tendo como projeção para 2023, a marca de 7,4%.

publicidade

Para 2023, alguns gastos públicos precisaram não ser mais ignorados, como exemplo, despesas com servidores públicos, subsídios a empresas e despesas obrigatórias que não foram tratadas nos últimos anos devem elevar os gastos. 

Expectativa do eleitorado

Para além dos resultados das pesquisas, o eleitorado se vê preocupado com os números indicados para a economia em 2023

Entre lulistas, bolsonaristas e a parcela que vota em outros candidatos, os anseios pela melhora na economia são projetados com base onde o cidadão brasileiro tem mais sentido, no bolso. 

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.