Estas foram as ações que mais pagaram dividendos em 2022 até o momento

Mantendo o ciclo de grandes dividendos do último ano, quando a Petrobras e a Vale foram responsáveis por mais proventos do que todo restante da bolsa, em 2022, as empresas seguem entre as ações que mais pagaram dividendos. As informações são da plataforma do Status Invest.

É importante relembrar que o yield, é o indicador que revela o valor pago por um ativo em proventos nos últimos 12 meses ante suas cotações atuais. Sendo assim, a proporção da remuneração por ação em relação ao preço que é pago por ela.

Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil Investimentos, disse recentemente em uma entrevista concedida ao Suno Notícias que empresas mais fortes e sólidas geradoras de caixa, com endividamento baixo e que distribuem bons dividendos, são boas opções no atual cenário, em decorrência da segurança e da previsibilidade em um momento de inflação e juros em alta.

“Em momentos de mar revolto, é importante estar alocado em bons portos seguros para sobreviver à tempestade. Esse perfil de empresa [mais sólida, com mais lucro] tende a oscilar menos e, mesmo que o cenário seja adverso, consegue gerar o fluxo de caixa necessário para crescer e compor o seu patrimônio e dos investidores. A história tem mostrado essas como as vencedoras de longo prazo”, diss ele ao Suno.

5 empresas que mais pagaram dividendos até o momento

  • SYN PROP E TECH (SYNE3): 204% de DY
  • Petrobras (PETR4): 39% de DY
  • Bradespar (BRAP4): 34% de DY
  • Marfrig (MRFG3): 23% de DY
  • Braskem (BRKM5): 22% de DY

yield ‘fora da curva’ da SYN

Resumidamente, a razão do DY da empresa ter ficado tão elevado foi a distribuição de proventos de dezembro do ano passado.

A empresa, que é a antiga Cyrela Commercial Properties (CCPR3), pagou R$ 8,1 por uma ação ordinária à época, que era referente ao exercício entre janeiro e novembro do último ano. Naquela época, a empresa já estava sem distribuir proventos há 8 meses.

A última distribuição de proventos da empresa de R$ 0,52409375 por ação, foi paga no fim de maio.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.