Hospital passa a aceitar doações em criptomoedas

A presença dos criptomoedas nas atividades do dia a dia é cada vez maior, e isso pode ser observado mesmo no Brasil. Dentro dessa tendência, a Santa Casa de Belo Horizonte, maior hospital filantrópico de Minas Gerais, firmou uma parceria com a Bitfy que permitirá à instituição receber doações em criptomoedas.

A Bitfy é a primeira carteira multiuso para custódia própria de criptomoedas do Brasil. A startup declarou enxergar a parceria de longo prazo com a Santa Casa de Belo Horizonte como uma oportunidade de impactar positivamente na vida de pessoas, ao mesmo tempo que contribui para o desenvolvimento do universo das moedas digitais.

“Reconhecemos a importância da inovação e da tecnologia para prover soluções. Contudo, entendemos também que a humanidade precisa estar presente. A partir do momento que a tecnologia permite nos aproximar e conectar com diversas causas, precisamos estar abertos para ajudar o próximo. E muitos estão precisando de ajuda neste momento”, disse o CEO da Bitfy, Lucas Schoch.

A Santa Casa de Belo Horizonte, por seu lado, vê como muito positivo o início da parceria, capaz de elevar a qualidade dos serviços que a instituição presta à comunidade.

“É com muito entusiasmo e expectativa que abrimos as portas da Santa Casa BH para a Bitfy. Esse momento marca o início de uma parceria que alia solidariedade e inovação, visando, acima de tudo, levar mais qualidade aos nossos atendimentos. Trazer a tecnologia das criptomoedas para o maior hospital 100% SUS de Minas Gerais, referência em alta complexidade, só vem agregar valor à nossa missão, aumentando ainda mais a nossa relevância social”, destacou o provedor da SCBH, Roberto Otto Augusto de Lima.

Santa Casa de BH: 123 anos provendo saúde

A história da Santa Casa de Belo Horizonte está totalmente ligada à história da capital mineira, tendo sido criada dois anos após a fundação da cidade. Mas apesar desse legado, e de ser a maior provedora de serviços para o SUS em Minas Gerais, com mais de 65 mil pacientes atendidos em 2020, no auge da pandemia, a instituição quase teve que fechar as portas alguns anos atrás, devido a problemas financeiros.

A situação atual já não é tão dramática, mas a SCBH continua precisando de doações para manter a qualidade e o alcance dos seus serviços. Para fazer doações à instituição em criptomoedas, clique aqui. Para outros tipos de doações, clique aqui.

Bitfy: como funciona?

Através do seu aplicativo, a Bitfy oferece uma série de funcionalidades para quem deseja investir ou fazer transações com criptomoedas. Além de ser uma carteira de custódia própria (o investidor é o único dono das chaves privadas), a Bitfy permite fazer transferências sem intermediários, acompanhar cotações, fazer pagamentos, entre outras possibilidades.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.