Eletrobras: trabalhadores que usaram FGTS na compra das ações terão 66% do valor

Por conta do número de solicitações acima do limite oferecido de R$ 6 bilhões, a oferta da Eletrobras conseguiu atender somente 66,79% dos pedidos de pessoas que usaram parte do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para comprar ações da companhia.

Eletrobras: trabalhadores que usaram FGTS na compra das ações terão 66% do valor
Eletrobras: trabalhadores que usaram FGTS na compra das ações terão 66% do valor (Imagem: Montagem/FDR)

Devido a isso, no caso de quem adquiriu ações da Eletrobras com o FGTS, o dinheiro a ser investido será menor do que o desejado inicialmente.

Isso ocorre quando o apetite dos compradores, para a aquisição das ações de alguma empresa, supera a oferta disponibilizada.

Enquanto o limite de alocação via FGTS era de R$ 6 bilhões, a demanda para aplicar com o Fundo foi de quase R$ 9 bilhões.

O rateio dos trabalhadores que usaram FGTS na compra de ações da Eletrobras

Por conta dessa diferença entre a demanda e o limite de alocação, há a necessidade de um rateio — ou seja, a divisão dos valores entre os trabalhadores que adquiriram os ativos da Eletrobras via FGTS. Desse modo, todas as pessoas interessadas poderão integrar a oferta.

Para cada R$ 10 mil solicitados para a reservar, o cidadão terá direito ao equivalente a R$ 6.679 em papéis da empresa. Esse acesso será por meio de fundos mútuos de privatização. Já o valor restante não investido fica na conta do FGTS.

A Caixa Econômica Federal comunicou que, na última quinta-feira (9), passou a processar os resgates das contas do Fundo.

Quem adquiriu os ativos da companhia pode verificar o saque realizado em sua conta. Para isso, basta verificar o extrato no aplicativo FGTS, na opção “Meu FGTS”.

Nesta terça-feira (14), deve acontecer a liquidação da oferta. Ou seja, nessa data, as quantias devem aparecer na conta da corretora ou banco decidido para aplicar. O dinheiro que não foi usado, devido ao rateio dos fundos, será desbloqueado.

Situação de quem investiu diretamente nas ações da Eletrobras

No caso dos investidores de varejo, que decidiram aplicar diretamente nas ações da Eletrobras, não existiu necessidade de fazer rateio. Isso porque todas as solicitações de reserva de ativos foram alocadas na oferta brasileira.

Em documento, a Eletrobras informou que “tendo em vista que não houve rateio varejo pessoa física, não houve devolução de valores depositados”.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.