Golpe da caixa misteriosa: conheça o novo ‘viral’ que promete iPhone por R$ 180

Na internet, muitos consumidores relatam terem passado pela mesma situação nas últimas semanas. Eles adquirem “caixas misteriosas” em sites de vendas, como Amazon e Mercado Livre, na expectativa de encontrar itens de grande valor, como notebook, drone e até iPhone, por um preço bem inferior ao que seria pago normalmente nesses produtos.

O problema é que, em muitos casos, após receberem a tal caixa misteriosa, que geralmente vem da China, os consumidores se frustram ao encontrar produtos bem menos valiosos que os desejados, às vezes até com valor inferior ao gasto para adquirir a caixa.

No Reclame Aqui, site especializado em reclamações de consumidores, já são 4,5 mil relatos sobre esse tipo de situação desde o início do ano. Os usuários dizem ter encontrado itens como “três relógios de plástico da pior qualidade” (por um custo de R$ 89,90) e “cooler de celular que gira em torno de R$ 40” (pelo custo de R$ 193).

Outro consumidor relata ter comprado duas “caixas surpresa”, como o produto também é anunciado, mas ter recebido apenas uma, que já veio aberta e continha um fone bluetooth.

Também há muitos relatos de quem adquiriu as caixas há meses, mas até hoje não as recebeu. A maioria das reclamações desse tipo está ligada a uma empresa registrada como BCG Serviços Administrativos LTDA., que anunciaria os produtos através do nome fantasia “Loja Escambo”.

Propaganda enganosa

Os vendedores que anunciam as caixas misteriosas dizem garantir que os itens encontrados sejam de valor igual ou superior ao gasto pelo consumidor. Quando isso não ocorre, segundo especialistas, como o diretor do Proteste, Henrique Lian, os vendedores incorrem no crime de propaganda enganosa, estando sujeitos às penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor.

As plataformas de e-commerce, como Amazon e Mercado Livre, nas quais é comum ver anúncios de caixas surpresas, dizem adotar diretrizes e políticas que devem ser seguidas pelos anunciantes. Em caso de não cumprimento, eles ficam sujeitos a sanções, o que inclui remoção da conta.

Como se proteger do golpe

Embora nem todos os consumidores tenham uma experiência negativa com as caixas misteriosas, especialistas explicam que adquiri-las é um negócio arriscado, justamente devido à falta de informações sobre o conteúdo.

Caso o consumidor se interesse em comprá-las, deve pesquisar pela reputação da empresa, se ela é registrada nos órgãos de regulação e se há relatos positivos de outros clientes.

Se o consumidor se sentir lesado após a compra, pode abrir uma reclamação no Procon e entrar com uma ação na Justiça. Para causas de até 40 salários mínimos, a ação pode ser impetrada num Juizado Especial Cível, e, se for de até 20 salários mínimos, o procedimento pode ser feito sem advogado.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.