BB reduz juros para financiamentos de veículos híbridos e elétricos

Nesta semana, Banco do Brasil comunicou a redução de 0,5% nas taxas do financiamento de carros elétricos e híbridos. Esta medida que integra a expansão do catálogo de produtos sustentáveis do BB, foi revelado durante a Semana do Meio Ambiente.

De acordo com o banco, este desconto é válido para todos os carros elétricos e híbridos (aqueles que operam com energia elétrica e combustão) novos ou com até dois anos de fabricação. A partir deste desconto, as taxas de financiamento agora partem de 1,99% ao mês.

É possível financiar nesta modalidade até 100% do valor do carro com um prazo de pagamento que varia de dois a 60 meses e 180 dias de carência para começar a pagar.

O BB acumulada em sua carteira de crédito, até o mês de março deste ano, um montante de cerca de R$ 4,6 bilhões em financiamento de automóveis. Já no caso de negócios sustentáveis, esse montante era correspondente a mais de R$ 289 bilhões, respondendo por quase um terço da carteira total de créditos do BB.

De acordo com o vice-presidente de Governo e Sustentabilidade Empresarial do Banco do Brasil, Antonio Barreto Jr, este desconto deve estimular as pessoas a optarem pelos carros que “diminuam significativamente as emissões de gases do efeito estufa” além de reforçar o compromisso da empresa com o “desenvolvimento sustentável do país”.

Existem, várias razões que estimularam este aumento. Confira alguns deles.

  • Meio-ambiente

Um dos principais motivos para a compra de um carro elétrico é o meio-ambiente. O veículo movido a eletricidade não emite gases poluentes. Este já deveria ser um motivo decisivo para a compra deste tipo de carro, mas existem também outras razões.

  • Custos reduzidos de manutenção

Um outro motivo que conta a favor dos elétricos é o custo bem mais reduzido de manutenção em comparação com os carros tradicionais a combustão.

O custo é menor pois não será preciso se preocupar com troca de filtro de óleo, correia dentada ou filtro de combustível. Portanto, mesmo que os pneus se desgatem mais, as manutenções de carros elétricos podem custar até 30% menos do que os tradicionais.

  • Consumo menor

Este é uma das principais razões para a troca. Mesmo que os elétricos ainda sejam veículos mais caros que os tradicionais, uma vez que o JAC E-JS1, modelo mais barato à venda no país, tem um valor em torno de R$ 160 mil, os elétricos proporcionam um custo-benefício muito mais interessante, a começar pelo gasto com combustível.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.