FGTS oferece oportunidade de ganhos com ações da Eletrobras; saiba como

A privatização da Eletrobras, maior estatal do setor elétrico no país, está próxima de se concretizar. Espera-se que o processo seja iniciado ainda em junho e finalizado, no máximo, em meados de agosto. Os trabalhadores que têm saldo no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) podem ser beneficiar da privatização, comprando ações da empresa que têm potencial de render bem mais que o dinheiro deixado no fundo.

Atualmente, o FGTS paga uma taxa de rendimento de 3% ao ano + TR (Taxa de Referência, muito próxima de zero), além dos lucros, que em 2021 foram de R$ 8,1 bilhões. Após a repartição do lucro entre os trabalhadores com contas no fundo, a rentabilidade total, em 2021, foi de 4,92%, pouco acima da inflação do período (4,52%).

O rendimento do FGTS é inferior, inclusive, ao de outros investimentos em renda fixa, como os títulos do Tesouro Direto, que são corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, tido como a inflação oficial no país) e não pela Taxa de Referência.

Os investimentos em ações, por seu lado, podem ser bem mais lucrativos, embora, evidentemente, os riscos de perda também sejam maiores. Mas especialistas indicam que outros processos de privatização, que também permitiram o uso do FGTS para compra de ações, se mostraram bastante vantajosos.

Quem investiu parte do saldo do fundo na privatização da Vale, por exemplo, teve lucro de até 2.235,13% entre 2002 e o último dia 13 de maio, segundo projeções da XP Investimentos. Já quem deixou a grana parada no FGTS teve rendimento de apenas 136,09% no mesmo período.

Como usar o FGTS para comprar ações da Eletrobrás?

A participação dos cotistas do FGTS na privatização da Eletrobrás se dará através dos Fundos Mútuos de Privatização (FMP), categoria de investimento que foi criada lá atrás, na privatização da Vale.

Os FMP são administrados por corretoras ou bancos, como a própria Caixa, que também é responsável pelo fundo de garantia. O trabalhador deverá autorizar a consulta e transferência de saldo para um FMP, o que pode ser feito pelo app FGTS ou pelo app da Caixa.

Também é necessário fazer reserva de ações, entre 3 e 8 de junho, no app da Caixa e no banco ou corretora escolhido. Depois de concluído esse processo, o trabalhador não poderá desistir da compra de ações. Deverá esperar um período mínimo de 12 meses, o chamado “lock up”, e, mesmo após esse período, não poderá sacar diretamente o dinheiro, que retorna para o FGTS.

Para escolher a melhor opção de FMP é preciso analisar alguns  fatores, sendo o mais relevante a Taxa de Administração cobrada pela instituição financeira.

O trabalhador poderá aplicar até 50% do saldo do FGTS em ações da Eletrobras. Mas esse percentual leva em conta todos os investimentos em FMP’s. Também é possível realocar dinheiro  investido na Petrobras ou na Vale para a Eletrobras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.