Economia em desenvolvimento: veja quais são os setores com o maior crescimento no PIB

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou uma nova pesquisa nesta quinta-feira, 2. Para aqueles que temiam recessão do Produto Interno Bruto (PIB) no país, a novidade parece boa. Houve crescimento de 1% na economia brasileira no primeiro trimestre deste ano.

publicidade

Com o fim das medidas mais severas que restringiam a circulação de pessoas devido a pandemia de Covid-19, bares, restaurantes, salões de beleza, eventos e comércios passaram a se reerguer.

Em contra partida, enquanto o setor de serviços considerou uma alta importante, a indústria tem sofrido com novos hábitos dos brasileiros. Agora, ao invés de gastar com eletrodomésticos, por exemplo, o cidadão tem preferido investir em lazer.

Comportamento que na verdade tem sido espantoso, já que o desemprego está em alta e a inflação dos últimos doze meses subiu em pelo menos 12%.

publicidade

Esta mudança de conduta dos brasileiros tem mostrado uma relevante desigualdade entre os principais segmentos da economia brasileira: serviços e indústria.

Setor de serviços em alta no PIB

Mas, afinal, o que representa o setor de serviços? Tudo aquilo que presta algum tipo de atividade seja para famílias ou empresas. Justamente os que foram mais prejudicados com o isolamento social na pandemia.

Especialistas em economia haviam projetado uma recuperação mais lenta para esse setor, já que se esperava que a população voltaria as suas atividades de forma mais contida. No entanto, aconteceu justamente ao contrário.

O setor de serviços representa 2/3 de toda a economia do Brasil, e puxou para cima o resultado do PIB.

Ouvido pelo portal G1, Fernando Rocha, economista-chefe da JGP, diz que a parcela mais pobre da população praticamente não contribuí com esse crescimento porque sente fortes impactos da inflação.

Enquanto isso, os mais ricos têm investido boa parte da sua renda em serviços. Um dos fatores que devem provocar esses gastos é a sensação de liberdade pós pandemia.

publicidade

Esta explicação pode ser bem percebida no setor de turismo. Cidades turísticas tem demonstrado maior crescido, como as da região Nordeste do Brasil, com alta de 16,2% no rendimento em serviços quando comparado a janeiro e março deste ano com o mesmo período de 2021.

O levantamento foi feita pela MB Associados com base na Pesquisa Mensal de Serviços do IBGE, e reportado pelo G1.

Indústria sofre com queda

Quando analisada no primeiro trimestre deste ano, o segmento da indústria contou com alta de 0,1%, o que praticamente a deixou estagnada. Não foi apenas no Brasil que esse sistema se prejudicou, em todo o mundo pode se perceber caimento.

publicidade

Um dos exemplos é a falta de matéria prima nas montadoras de veículos, o que ocasionou na supervalorização dos carros.

E mesmo que a indústria represente uma fatia menor na economia do Brasil, ela consegue movimentar diversos outros setores. Já que concede bons salários, e por consequência aumenta a renda geral.

Especialistas esperam que posições políticas, devido as eleições de 2022, possam movimentar este setor para que cresça e volte a ocupar boa posição no PIB.

publicidade

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Lila Cunha
Lila Cunha é formada em jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Atua como repórter especial para o portal FDR. É responsável por selecionar as informações abordadas e garantir o padrão de qualidade das notícias veiculadas. Além disso, trabalha com apuração de hard news desde 2019, cobrindo o universo econômico em escala nacional.