Esta empresa disparou na bolsa de valores após anunciar vacina contra varíola de macaco

Nesta quarta, 1º de junho, as ações da farmacêutica Tonix Pharmaceuticals avançaram  cerca de 44% no pré-mercado da Nasdaq, em Nova York. Esta alta foi decorrente do anuncio de que a empresa obteve uma patente nos Estados Unidos para sua vacina contra a varíola.

De acordo com agências internacionais, a companhia está desenvolvendo vacinas contra a varíola e varíola de macaco.

A vacina é concebida a partir de um vírus ativo de varíola de cavalo. Segundo a Dow Jones, a patente concede exclusividade na negociação para a empresa até o ano de 2037. No acumulado do ano até este momento, os papéis da Tonix Pharmaceuticals tiveram queda de 78,7%.

Casos no Brasil

No início da semana, o Ministério da Saúde comunicou que foi informado sobre dois casos suspeito de varíola do macaco. Um caso suspeito está no Ceará e outro, em Santa Catarina. Um possível terceiro caso está sendo monitorado no Rio Grande do Sul.

Sintomas da doença 

De início, é comum aparecer os seguintes sintomas:

  • febre
  • dor de cabeça
  • dores musculares
  • dor nas costas
  • gânglios (linfonodos) inchados
  • calafrios
  • exaustão

Num prazo entre 1 a 3 dias, podendo demorar mais, após o aparecimento da febre, o paciente começa a desenvolver uma erupção cutânea, geralmente pelo rosto e se espalhando para outras partes do corpo.

De acordo com o Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, as lesões passam por cinco fases antes de cair. A doença geralmente dura de 2 a 4 semanas.

Como se proteger

Para se proteger é importante usar máscara, lavar as mãos e manter o distanciamento social. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) destacou o uso destas medidas, complementando que elas também são úteis para prevenir o coronavírus.

“Tais medidas não farmacológicas, como o distanciamento físico sempre que possível, o uso de máscaras de proteção e a higienização frequente das mãos, têm o condão de proteger o indivíduo e a coletividade não apenas contra a Covid-19, mas também contra outras doenças”, explicou a agência.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.