Fortes quedas nas criptomoedas podem ser muito positivas; entenda

O mercado pode acabar se beneficiando com as quedas recentes das criptomoedas e com o colapso de alguns sistemas. Esta é a visão de alguns executivos do universo das cripto. 

Recentemente, bilhões de dólares foram pelo ralo neste setor, em um movimento que foi estimulado, em especial, pela venda de ativos e pelo colapso das criptomoedas da rede Terra. Porém, este acontecimento foi encarado como positivo por Bertrand Perez, o presidente da Web3 Foundation, que enxergou como uma limpeza de pessoas que estavam neste mercado “por motivos ruins”.

Ao longo do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, Perez disse que um outro ponto positivo é que “todos esses projetos foram embora”. “Assim, os legítimos poderão se concentrar apenas no desenvolvimento (dos blackchains) e esquecer o quanto vale o token, porque todos estão em baixa”, disse. 

O cofundador da empresa de blockchain, Mihailo Bjelic, apoiou a avaliação feita por Perez. De acordo com o portal da emissora CNBC, ele afirmou que o mercado teria virado um pouco “irracional” e “imprudente”. Desta forma, quando existe esse tipo de correção, ele retorna a uma situação mais saudável. O blockchain é o sistema digital no qual as transações de criptomoedas são efetuadas.

Brett Harrisson, presidente da corretora de criptomoedas FTX U.S., por sua vez, disse que aconteceu uma queda mais ampla para ativos de risco, como ações, que também vem afetando as criptomoedas, porém que elas continuam em alta, especialmente se o olhar estiver no longo prazo.

O presidente da Ripple, Brad Garlinghouse, concordou com o pensamento e relembrou a valorização do bitcoin, a cripto mais conhecida no mundo.

“O bitcoin, há cerca de dois anos, estava em US$ 8 mil. Agora está em 30 mil. Então, sim, houve uma ruptura e um trilhão de dólares saiu do mercado. Mas quando você diminui um pouco o zoom e observa as tendências de longo prazo, acredito que a criptomoeda veio para ficar”, afirmou ele à CNBC.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.