Escolas do Recife viram abrigos para receber as famílias afetadas pelas enchentes

Enchentes no Recife obrigam a população a abandonarem suas casas. Nos últimos dias, a Região Metropolitana do Recife vem sofrendo com as fortes chuvas que deixaram cerca de 32 mil famílias desabrigadas. Diante de tal situação, as escolas municipais funcionarão como abrigo. Acompanhe.

Os últimos dias tem sido de grande angustia para a população recifense. A cidade vem sofrendo com uma forte enchente que já desabrigou cerca de 32 mil famílias e vitimou fatalmente 50 pessoas.

Diante de tal cenário, a prefeitura municipal passou a agir para que sejam criados abrigos. O prefeito João Campos informou que 14 escolas municipais estão recebendo os moradores das áreas de risco.

“Temos hoje mais de 3 mil profissionais da prefeitura empregados num plano de contingência. São 400 pessoas que fazem parte da Defesa Civil que trabalham de maneira contínua”, disse.

“O nível de transtorno é muito alto. É um fenômeno equivalente ao que houve em 2010 e atingiu 30 cidades pernambucanas, causando mais de 80 mil desalojados em Pernambuco”, explicou o gestor.

Lista das escolas que recebem desabrigados no Recife

  • Escola Célia Arraes – Várzea;
  • Escola Diná de Oliveira – Iputinga;
  • Creche da Torre;
  • Escola Casarão do Barbalho – Detran;
  • Creche Rosa Selvagem – UR-7 Várzea;
  • Escola São Cristóvão, Guabiraba;
  • Escola Mathias Delgado, Jardim São Paulo;
  • Escola Água Fria;
  • Escola Campina do Barreto;
  • Escola Marluce Santiago, Passarinho;
  • Escola Alto da Bela Vista – Alto da Bela Vista;
  • Creche Miguel Arraes, Roda de Fogo – Roda de Fogo;
  • Creche Santa Luzia, Torre;
  • Escola Paulo VI, Linha do Tiro;
  • Escola Maria Sampaio, UR01, Cohab/Ibura;
  • Escola Poeta Paulo Bandeira, UR-2, Cohab/Ibura;
  • Escola Bola na Rede;
  • Escola Poeta Joaquim Cardozo, Córrego da Areia;
  • Escola André de Mello, Estância;
  • Escola Dom Bosco, Jardim São Paulo.
  • EREM Silva Jardim, Monteiro;
  • EREM Jarbas Pernambucano, Cajueiro;
  • Escola Estadual Novaes Filho, Vila Arraes, Várzea;
  • Escola Estadual Monsenhor Álvaro Negromonte, Totó;
  • EREM Lagoa Encantada, Cohab/Ibura.

Para a população que não foi atingida, é possível ajudar os mais vulneráveis através de doações. Diversos locais da cidade estão recebendo alimentos, roupas e agasalhos. Além disso, há ainda como colaborar através de PIX’s, acompanhe a lista aqui.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.