Bancos digitais serão obrigados a ter agência física? Entenda

Agências físicas de bancos digitais para atender correntistas podem se tornar uma realidade. A ideia foi recentemente apresentada como projeto de lei por deputado. 

O deputado Dionísio Lins (Progressista) é vice-presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa e no último mês apresentou o projeto de lei que visa tornar obrigatória a existência de agências físicas dos bancos digitais para atendimento em municípios em que as instituições financeiras tenham mais de 5 mil correntistas.

Bancos digitais e a assistência ao consumidor

Os bancos digitais chegaram com a proposta de facilitar a vida do consumidor, sendo possível realizar todas as operações bancárias pela tela do celular e assim rapidamente se popularizou.

Diante disso, foi possível perceber também o aumento no número de relatos de desconfiança dos usuários relacionados à segurança e reclamações pela dificuldade de se obter assistência em problemas maiores em que o usuário não encontra solução direta no aplicativo.

Não é tão difícil ver na internet relatos de roubos de celulares e transferências bancárias realizadas por criminosos especializados. Nesses casos, os bancos digitais são geralmente destacados pelas vítimas pela facilidade com que são invadidos pelos bandidos, além da dificuldade de obter assistência, resultando em grandes prejuízos para os consumidores nessas situações.

Proposta visa facilidade de acesso às instituições

De acordo com o parlamentar Dionísio Lins, nos últimos anos foi possível notar o aumento da popularidade dos chamados bancos digitais, com isso, cresceram também as reclamações em órgãos de defesa do consumidor em que correntistas alegam a dificuldade de estabelecer e manter um contato com representantes das instituições.

“Não é de hoje ouvirmos consumidores que possuem contas nesses bancos, reclamarem da dificuldade de resolverem algum problema quando necessitam já que não tem a quem recorrer, pois nem sempre os aplicativos disponibilizados resolvem a situação, principalmente no que diz respeito a clonagem de cartões, dúvidas sobre pagamentos e recebimentos e desvio de valores”, afirmou o deputado.

Até o momento ainda não existe nenhuma resolução quanto a aprovação da proposta e andamento do projeto do deputado Dionísio Lins.

*Contém informações do Portal Extra.

 

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.