Imposto de Renda 2022: restituição antecipada é um bom negócio?

Com o andamento do envio das declarações do Imposto de Renda 2022, diversos bancos já oferecem aos clientes a possiblidade de antecipar a restituição. Antes de decidir por essa linha de empréstimo, o contribuinte deve ter cuidado. Entenda se a restituição antecipada é um bom negócio.

Imposto de Renda 2022: restituição antecipada é um bom negócio?
Imposto de Renda 2022: restituição antecipada é um bom negócio? (Imagem: Montagem/FDR)

Ao terminar de preencher a declaração do Imposto de Renda, diversos contribuintes podem ter direito à restituição de parte do imposto pago no ano anterior.

Segundo estabelecido pela Receita Federal, esses pagamentos acontecerão em cinco lotes, entre 31 de maio e 30 de setembro. Quanto antes o cidadão preenche a declaração corretamente, mais rápido receberá os valores.

Para quem não quer esperar o recebimento desse dinheiro de volta, diversos bancos oferecem uma linha de empréstimo para antecipar a restituição.

Restituição antecipada é um bom negócio?

Por se tratar de um empréstimo pessoal, o interessado deve entender que a operação envolve o pagamento de juros.

Diante disso, a recomendação de utilizar essa opção é para quem precisa pagar dívidas, e os juros delas forem acima do que essa linha de empréstimo.

Caso não seja o caso do contribuinte, vale esperar a Receita Federal disponibilizar a respectiva restituição — para, depois disso, verificar o que fazer com os valores.

Geralmente, os juros da restituição antecipada são abaixo do que os cobrados por empréstimos tradicionais. Devido a isso, a antecipação pode valer a pena para o pagamento de uma dívida mais cara.

Restituição antecipada envolve alguns riscos

O empréstimo é pago na data em que a Receita depositar a restituição ou na data de vencimento do contrato com a instituição financeira — o que acontecer primeiro.

No entanto, a pessoa deve considerar que a restituição pode não acontecer na data prevista. Isso pode acontecer porque o pagamento pode ser feito em algum lote posterior ou porque o cidadão caiu na malha fina. O depósito da restituição ocorre somente após o contribuinte corrigir pendências com o Fisco.

Depois de solicitar a antecipação, caso o cidadão precise corrigir a declaração, o dinheiro da restituição pode reduzir. Apesar disso, a pessoa ainda deverá pagar a quantia indicada ao banco no momento em que o empréstimo foi pedido.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.