O que devo fazer para aumentar o valor da minha mensalidade no Auxílio Brasil?

Segurados do Auxílio Brasil buscam reajustar as mensalidades através dos abonos complementares. Nessa semana, o Governo Federal passou a efetuar os pagamentos do mês de março. Muitos dos titulares buscaram informações sobre como ter acesso ao valor integral do projeto. Confira.

O que devo fazer para aumentar o valor da minha mensalidade no Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)
O que devo fazer para aumentar o valor da minha mensalidade no Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)

O calendário do Auxílio Brasil do mês de maio está em andamento. A previsão é de que cerca de 18 milhões de cidadãos sejam contemplados. Para muitos, a confirmação do piso salarial de R$ 400 significou um alívio tendo em vista que o abono deverá ser reajustado.

Como aumentar o valor da minha mensalidade no Auxílio Brasil?

Para ter reajuste salarial, os beneficiários precisam se enquadrar na concessão dos abonos abaixo:

  • Benefício Primeira Infância: pago às famílias com crianças entre zero e 36 meses incompletos;
  • Benefício Composição Familiar: pago às famílias com jovens até 21 anos;
  • Benefício de Superação da Extrema Pobreza: complemento financeiro para as famílias que recebem benefícios, mas que mesmo assim, a renda familiar per capita não supera a linha de pobreza extrema;
  • Bolsa de Iniciação Científica Junior: 12 parcelas mensais pagas a estudantes beneficiários do Auxílio Brasil com bom desempenho em competições acadêmicas e científicas;
  • Auxílio Criança Cidadã: benefício pago aos chefes de família que consigam emprego e não encontrem vagas em creches para deixar os filhos de 0 a 48 meses;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Rural: pago por até 36 meses aos agricultores familiares inscritos no CadÚnico;
  • Auxílio Inclusão Produtiva Urbana: para beneficiários do Auxílio Brasil que comprovem que têm emprego com carteira assinada;
  • Benefício Compensatório de Transição: pago aos atuais beneficiários do Bolsa Família que perderem parte do valor recebido por conta das mudanças trazidas pelo novo programa;
  • Auxílio Esporte Escolar: destinado a estudantes entre 12 e 17 anos que sejam membros de famílias beneficiárias e que se destacarem nos Jogos Escolares Brasileiros.

O processo de inclusão é feito automaticamente pelo Ministério da Cidadania, sem ter como o cidadão fazer a própria solicitação. O que fica sob seu controle é a atualização dos dados no CadÚnico, onde o poder público faz a triagem dos contemplados e define o seu valor.

Eduarda Andrade
Mestre em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Atualmente se divide entre a edição do Portal FDR e a sala de aula. - Como jornalista, trabalha com foco na produção e edição de notícias relacionadas às políticas públicas sociais. Começou no FDR há três anos, ainda durante a graduação, no papel de redatora. Com o passar dos anos, foi se qualificando de modo que chegasse à edição. Atualmente é também responsável pela produção de entrevistas exclusivas que objetivam esclarecer dúvidas sobre direitos e benefícios do povo brasileiro. - Além do FDR, já trabalhou como coordenadora em assessoria de comunicação e também como assessora. Na sua cartela de clientes estavam marcas como o Grupo Pão de Açúcar, Assaí, Heineken, Colégio Motivo, shoppings da Região Metropolitana do Recife, entre outros. Possuí experiência em assessoria pública, sendo estagiária da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco durante um ano. Foi repórter do jornal Diário de Pernambuco e passou por demais estágios trabalhando com redes sociais, cobertura de eventos e mais. - Na universidade, desenvolve pesquisas conectadas às temáticas sociais. No mestrado, trabalhou com a Análise Crítica do Discurso observando o funcionamento do parque urbano tecnológico Porto Digital enquanto uma política pública social no Bairro do Recife (PE). Atualmente compõe o corpo docente da Faculdade Santa Helena e dedica-se aos estudos da ACD juntamente com o grupo Center Of Discourse, fundado pelo professor Teun Van Dijk.