Caixa Econômica acumula um lucro superior a R$ 3 bilhões; confira

No final desta quinta-feira, 12, a Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou o acúmulo de um lucro superior a R$ 3 bilhões. O montante se refere apenas ao primeiro trimestre de 2022. Mesmo sendo um número expressivo, ele representa uma queda de 3,8% em relação ao mesmo período em 2021. 

Caixa Econômica acumula um lucro superior a R$ 3 bilhões; confira
Caixa Econômica acumula um lucro superior a R$ 3 bilhões; confira. (Imagem: Montagem/FDR)

O banco concluiu o mês de março com ativos totais de R$ 1,5 trilhão, além de uma carteira de crédito de R$ 889 bilhões, um crescimento de 11,2% em 12 meses. Na oportunidade, a Caixa Econômica também informou sobre o resultado histórico no crédito imobiliário que, somente nos três primeiros meses do ano, liberou R$ 34,4 bilhões aos brasileiros, um aumento de 17,8% em relação ao mesmo período em 2021. 

Somente em março de 2022, a carteira do segmento foi fechada em R$ 570,5 bilhões, gerando um aumento de 10%. O balanço da Caixa Econômica também apontou um crescimento na margem de 204,6% em contratações na carteira do agronegócio em comparação ao primeiro trimestre de 2021. Desta forma, os empréstimos alcançaram o patamar de R$ 6,7 bilhões. 

A estratégia do banco é focar no setor agrícola devido aos rendimentos que ele é capaz de proporcionar. O resultado foi um salto na carteira em 142,9% no período de 12 meses. Assim, conseguiu fechar o trimestre com R$ 21,2 bilhões. Ainda no setor de crédito, a Caixa Econômica reportou um crescimento de 20,2% na modalidade do consignado. 

Este modelo permite a contratação de um financiamento com desconto direto na folha de pagamento. As contratações neste segmento atingiram R$ 85,7 bilhões. De acordo com o indicador de rentabilidade patrimonial, foi observado um aumento de 0,7% em 12 meses, chegando ao índice de 11,02%.

Já na modalidade de microcrédito, a Caixa Econômica concedeu mais de R$ 1,2 bilhão, sendo um total de R$ 1,7 milhão em contratos, dos quais, mais de 80% foram empréstimos para negativados. 

No geral, a queda no lucro do trimestre está relacionada à provisão de operações de crédito vinculadas ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e ao Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Até o final do ano, o banco espera contabilizar os recursos provisionados com a execução das perdas por meio dos fundos garantidores.

“O balanço da Caixa está sendo penalizado por provisões e perdas, que serão recuperadas quando nós executarmos as garantias dos fundos garantidores do FGO, pelo Banco do Brasil, para o Pronampe. E o FGI, para o BNDES, que são os fundos que nos dão a maior parte desse aprovisionamento de volta”, explicou Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.