Pix bate novo recorde; confira qual foi

O Banco Central comunicou que o PIX bateu um novo recorde de transações em apenas um dia na última sexta, 6. Neste dia, foram efetuadas 73.198.432 operações. O último recorde tinha sido alcançado no dia 7 de abril. Segundo o BC, o PIX já possui cerca de 430 milhões de chaves cadastradas.

O mercado espera que além do sucesso da ferramenta de pagamento para compras e pagamento, o PIX consiga ser o substituto definitivo do DOC e do TED, uma vez que é gratuito, opera todos os dias e horários e a transação é concluiria de maneira instantânea.

Através do PIX os usuários conseguem efetuar e receber pagamentos ou transferências via QR Code, link ou uso de dados de pessoas físicas e jurídicas, como e-mail, celular, CPF ou CNPJ, que são as famosas chaves chaves PIX. A partir do uso das chaves, não é  mais necessário digitar os dados bancários.

Os usuários pessoa física podem cadastrar chaves em diversas instituições, porém, só pode ter uma modalidade em cada instituição. Caso, por exemplo, ele cadastre o email em um banco, este email não poderá ser usado em outro banco.

PIX Saque e Troco 

Aa novas funcionalidades do PIX, Saque e Troco, foram lançadas em novembro do ano passado. Através delas, os usuários conseguem efetuar saques em alguns estabelecimentos, ou solicitar troco em moeda corrente. No entanto, estas novidades ainda não estão sendo muito utilizadas.

Segundo um balanço realizado pelo Banco Central, entre dezembro do ano passado e março de 2022, foram efetuadas somente 290 mil transações nas modalidades.

PIX é o meio de pagamento favorito dos gamers

De acordo com uma pesquisa realizada pela Codashop, 73% dos usuários da plataforma utilizam o PIX como meio de pagamento, o que o torna o preferido para recargas de jogos ou aplicativos na internet. Entre as razões que explicam esta preferência estão características como rapidez na recarga (35,22%), facilidade de pagamento (33,51%) e segurança (28,87%).

Além disto, 36% do público gasta mensalmente uma quantia entre R$ 11 e R$ 50 em recargas de jogos e apps, sendo que 33,68% fazem uma aquisição dessa natureza por mês. 23,54% fazem duas recargas a cada mês e 16,84% realizam cinco recargas ou mais a cada 30 dias.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.