Encerra-se hoje (04) o prazo para a regularização do título de eleitor; saiba como fazer pela internet

Termina nesta quarta-feira (4) o prazo para regularizar o título de eleitor e, assim, estar apto a participar das eleições em 2022. Como todos os anos, muitos brasileiros deixam para fazer o procedimento na última hora, o que causa enormes filas nas unidades de atendimento da Justiça Eleitoral – elas estão funcionando hoje, em sua maioria, até as 17h e é preciso apresentar comprovante de vacinação para ser atendido.

Já é possível, no entanto, regularizar o título pela internet, o que evita deslocamentos e pode agilizar o processo. Veja a seguir como fazer o procedimento online.

Como regularizar título de eleitor pela internet

A regularização é feita pelo sistema Título Net, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), disponível na versão app. Além de pagar eventuais multas, será preciso fornecer alguns documentos. Confira o passo a passo completo:

  • Para consultar se você tem débitos com a Justiça Eleitoral, acesse o site do TSE;
  • Digite o seu nome, número do título de eleitor ou CPF e clique em “Consultar”;
  • Será apresentada a sua situação e, se houver débitos, eles também serão mostrados;
  • No caso de haver débitos, o eleitor pode escolher a opção “Pagar”, para pagar por PIX ou cartão de crédito, ou “Emitir GRU”, para pagar por boleto, que deve ser quitado pelo Banco do Brasil;
  • Só depois que a Justiça Eleitoral confirmar o pagamento é que será possível regularizar o título. Nessa etapa, é possível entrar em contato com a zona eleitoral onde o eleitor está inscrito para pedir urgência no processamento;
  • Para regularizar o título, acesse o Título Net, disponível no site do TSE e na versão app;
  • Selecione a unidade da federação e informe os dados requisitados. Na opção “Título de Eleitor” deve-se escolher “Não tenho” apenas no caso de o eleitor nunca ter possuído o título;
  • Os seguintes documentos devem ser enviados:
    • Identidade com foto (frente e verso);
    • Comprovante de residência recente (a transferência do título só pode ser feita em caso de o eleitor morar há pelo menos três meses no novo endereço);
    • Comprovante de pagamento de débitos eleitorais;
    • Comprovante de quitação de serviço militar, quando for o caso.
  • Também será preciso enviar uma selfie, na qual o rosto deve aparecer nitidamente.

Depois de enviar esses documentos, o eleitor deve aguardar a análise da Justiça Eleitoral. É possível acompanhar o processo por aqui.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.