Startup que abriu capital recentemente vale menos do que tem em caixa; entenda

No início de 2021, o GetNinjas se tornou uma startup negociada na bolsa de valores. Desde então, a empresa vem perdendo valor de mercado. A informação foi informada pelo fundador e CEO da companhia, Eduardo L’Hotellier, em enrevista ao ‘Do Zero Ao Topo’, marca de empreendedorismo do InfoMoney.

Startup que abriu capital recentemente vale menos do que tem em caixa; entenda
Startup que abriu capital recentemente vale menos do que tem em caixa; entenda (Imagem: Montagem/FDR)

Atualmente, as empresas tecnológicas brasileiras vêm enfrentando dificuldades. No entendimento de Eduardo L’Hotellier, ninguém sabe dizer quando essas companhias voltarão a se valorizar.

Uma das techs que mais espera essa retomada é o GetNinjas. No período de abertura de capital na bolsa, o valor de mercado da empresa era de R$ 1,02 bilhão.

Segundo o executivo, desse montante, a companhia possuía em caixa R$ 320 milhões. Outros R$ 700 milhões era o valor real que os investidores observavam no negócio.

Atualmente, o GetNinjas possui um valor de mercado de R$ 200 milhões. Desse modo, a startup é negociada por uma quantia abaixo do que seu caixa — de R$ 290 milhões.

Explicação para a startup valer menor do que tem em caixa

De acordo com L’Hotellier, a desvalorização se deve a um “efeito manada”. Isso ocorreu por conta das altas taxas de juros e procura por ativos menos arriscados — em meio às incertezas políticas e econômicas.

O executivo explica que o valor é formado por oferta e procura. Ele declara que a visão macroeconômica tende a impactar os negócios que possuem pouca gente comprando e vendendo. L’Hotellier alega que esse ‘efeito manada’ pode fazer a ação valorizar ou desvalorizar bastante.

“Nossa percepção é de que o sofrimento do GetNinjas e dessas outras empresas é muito mais relacionado a esse ‘efeito manada’ do que aos negócios em si”, declara o CEO da empresa.

Segundo o executivo, a desvalorização da fintech na bolsa de valores tem muita relação com o aumento da taxa básica de juros. Este cenário faz com que a renda fixa se torne mais atrativa para os investidores.

L’Hotellier argumenta que, no momento atual, essas pessoas giram seus portfólios — e procuram investimentos mais previsíveis. Com exceção das empresas de commodities, o executivo declara que grande parte das empresas perdeu parte de sua capitalização.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.