FGTS: descubra como a maioria dos brasileiros irá utilizar o saque extraordinário

Nesta quarta-feira (20), a Caixa Econômica Federal inicia o pagamento do saque extraordinário de até R$ 1 mil do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Grande parte dos beneficiários planejam utilizar os valores para pagar dívidas, limpar nome e se reorganizar financeiramente.

FGTS: descubra como a maioria dos brasileiros irá utilizar o saque extraordinário
FGTS: descubra como a maioria dos brasileiros irá utilizar o saque extraordinário (Imagem: Montagem/FDR)

Os primeiros a receber o saque extraordinário do FGTS são os trabalhadores nascidos em janeiro. Os pagamentos ocorrerão segundo um calendário, que seguirá o mês de aniversário do profissional. Esse calendário se estenderá até 15 de junho.

De acordo com a Caixa, cerca de 42 milhões de trabalhadores, com saldo em contas inativas ou ativas no FGTS, poderão realizar saque de até R$ 1 mil.

Diante dessa medida, o governo liberou aproximadamente R$ 30 bilhões do fundo. No mês passado, o governo publicou uma Medida Provisória (MP) que liberou esse saque extraordinário.

Quem não movimentar os valores, pelo aplicativo Caixa Tem, até 15 de dezembro (data limite para saque ou transferência do dinheiro a ser depositado), terá a quantia devolvida, automaticamente, à conta do FGTS.

Como os brasileiros usarão os valores do saque extraordinário do FGTS

Segundo estudo feito pelo Instituto Opinion Box, em parceria com a Serasa, e divulgado pelo Valor, 40% dos beneficiários pretendem limpar o nome e acabar com as restrições de crédito.

A pesquisa revela que 26% das pessoas pretendem utilizar o saque extraordinário para lidar com as dívidas de cartão de crédito. Esse mesmo percentual de questionados planejam quitar as contas de luz, água e gás.

Mesmo diante da queda do poder de compra no contexto atual, somente 13% dos participantes utilizarão o FGTS para realizar compras em supermercados.

Além disso, o estudo informa que apenas 12% dos ouvidos planejam realizar investimentos com os valores do saque extraordinário.

Entre as preocupações dos endividados, os bancos estiveram presentes em 12% das respostas. O pagamento de dívidas contraídas por amigos ou familiares deve ser realizado por 8% dos participantes.

Por meio de um questionário com dez perguntas, a pesquisa foi realizada entre os dias 12 e 14 de abril. O estudo contou com a participação de 1.679 usuários do Serasa.

Dentre as 500 entrevistas válidas com os brasileiros que possuem saldo para acessar, 58% certamente realizarão o saque.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.