Atendimento de bancos e corretoras melhorou em março; confira ranking

Pontos-chave
  • De nove critérios considerados, somente dois ficaram negativos em março;
  • O Itaú foi o banco mais bem avaliado pelos clientes;
  • A corretora melhor avaliada pelos clientes foi a Modalmais.

Em março, atendimento aos clientes de bancos e corretoras de investimentos melhorou. Em relação a fevereiro, O índice de mede a qualidade desses serviços, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), em parceria com a consultoria Toluna, aponta que a visão positiva dos clientes aumentou 1,23%.

Atendimento de bancos e corretoras melhorou em março; confira ranking
Atendimento de bancos e corretoras melhorou em março; confira ranking (Imagem: Montagem/FDR)

De acordo com o estudo, o atendimento dos bancos registrou alta de 0,46%. Já o atendimento das plataformas de investimentos aumentou 1,76% no período.

Critérios para avaliar o atendimento de bancos e corretoras

O levantamento leva em conta nove critérios. São estes:

  • Eficiência, que considera a facilidade de utilização dos serviços da respectiva instituição;
  • Disponibilidade, que leva em conta problemas no aplicativo ou site;
  • Realização, que avalia os prazos de finalização das operações;
  • Privacidade, que analisa a segurança de dados e informações de usuários;
  • Responsabilidade, que considera a resolução de possíveis problemas;
  • Aconselhamento, que avalia a clareza e resultados do que é orientado ao cliente, pelos funcionários da instituição;
  • Valor percebido, que leva em conta a transparência e competitividade dos diversos custos;
  • Lealdade, que se refere à recomendação a amigos e parentes daquela plataforma.

De forma geral, o critério com maior crescimento no mês foi “privacidade”. Também se destacaram “aconselhamento” e “contato”. Os únicos critérios que registraram queda mensal foram “disponibilidade” e “responsabilidade”.

Estas foram as variações de março, em comparação ao mês anterior:

  • Privacidade: 2,51%
  • Aconselhamento: 2,45%
  • Contato: 2,32%
  • Eficiência: 1,37%
  • Realização: 0,63%
  • Valor Percebido: 0,38%
  • Lealdade: 0,33%
  • Disponibilidade: -0,93%
  • Responsabilidade: -1,28%

O levantamento revela que 47,20% dos investidores apontaram que utilizam bancos como primeira opção para investimentos. O estudo também informa que 52,80% dos investidores usam plataformas como primeira opção. Os dados apresentam estabilidade na utilização de bancos e plataformas.

No mês anterior, 46,82% usavam os bancos como primeira alternativa. Já as corretoras eram a primeira opção de 53,18% dos investidores.

Levantamento dos melhores bancos

Em março, o banco mais bem avaliado pelos clientes foi o Itaú. Logo após, aparecem o Bradesco e Santander.

Em termos de evolução, o Itaú também foi a instituição que mais se destacou positivamente, com progresso de 4,83% em comparação a fevereiro. Por outro lado, o Banco do Brasil foi o banco com a pior evolução, com redução de 5%.

Sobre os bancos, de modo geral, estas foram as avaliações dos clientes para os critérios:

  • Aconselhamento: 2,07%
  • Contato: 1,36%
  • Privacidade: 1,25%
  • Valor Percebido: 0,62%
  • Lealdade: 0,10%
  • Realização: -0,14%
  • Responsabilidade: -0,67%
  • Eficiência: -0,90%
  • Disponibilidade: -3,50%

Já em fevereiro, o Bradesco tinha sido banco melhor avaliado pelos clientes. Empatados na segunda colocação, apareceram Itaú e Banco do Brasil. Com relação à evolução, o Banco do Brasil havia se destacado, com aumento de 1,3% de crescimento médio nos critérios.

No segundo mês deste ano, os bancos, de modo geral, tinham apresentado evolução negativa em todos os critérios. A pior redução foi de “disponibilidade”, com perda de 2,75%.

A visão dos clientes sobre o atendimento em bancos e corretoras melhorou em março
A visão dos clientes sobre o atendimento em bancos e corretoras melhorou em março (Imagem: Montagem/FDR)

Levantamento das melhores corretoras de investimentos

Em relação às corretoras, a Modalmais teve a melhor avaliação pelos clientes. Outros destaques positivos foram a Inter e XP. Na outra ponta, a Clear teve a pior avaliação, com diminuição de 2,34%.

Em evolução positiva, a Modalmais e BTG foram as melhores plataformas, com alta de 8,21% e 7,20%, respectivamente.

Sobre as corretoras de investimentos, de forma geral, estas foram as avaliações dos clientes para os critérios:

  • Privacidade: 3,41%
  • Contato: 3,03%
  • Eficiência: 2,98%
  • Aconselhamento: 2,71%
  • Realização: 1,17%
  • Lealdade: 0,49%
  • Valor Percebido: 0,21%
  • Disponibilidade: 0,94%
  • Responsabilidade: -1,70%

Já em fevereiro, a XP foi a plataforma de investimento mais bem avaliada. A maior evolução foi registrada pelo BTG, com elevação média de 0,80%.

Com exceção do BTG, todas as demais corretoras — incluindo a XP — tinham caído na evolução geral de fevereiro. A Inter, Modalmais e Rico haviam apresentado considerável queda no critério “aconselhamento”. A Modalmais ainda tinha registrado forte recuo em “contato” e “valor percebido”.

De forma geral, com exceção de “lealdade”, as plataformas tinham registrado evolução negativa em todos os critérios em fevereiro. O destaque negativo ficou para “aconselhamento”, com recuo de 8,50% para as plataformas.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.