NFT’s no espaço: astronalta da Nasa lança coleção

Scott Kelly, ex-astronauta da NASA, lançou nesta semana sua primeira coleção de NFTs, ou tokens não-fungíveis. A coleção que recebeu o nome de “Dreams Out of This World”, (em português, ‘Sonhos Fora Deste Mundo’) reúne 3.333 obras de arte digital.

O astronauta que detinha até pouco tempo o título de norte-americano a passar mais tempo no espaço, concebeu o projeto para inspirar as pessoas a “alcançarem as estrelas”, da mesma maneira que aconteceu com ele quando leu o livro The Right Stuff, de Tom Wolfe.

As artes retratam Scott no espaço de diversas formas. Em uma das artes, ele aparece como explorador espacial na savana africana. Já em outra, a Terra é mostrada como uma bola azul e há um foguete atrás dele.

O lucro que for arrecadado com a venda das NFT’s será remetida para as vítimas do conflito na Ucrânia através da Missão de Empoderamento Global (GEM, na sigla em inglês), que auxilia nações afetadas por desastres. Uma das NFTs mostra, inclusive, Kelly com a bandeira azul e amarela do país ao fundo.

O leilão das obras de arte digitais teve inicio na última terça, em comemoração ao Dia Internacional do Voo Espacial Humano. A data é referente à primeira vez que o homem voou ao espaço com o cosmonauta Yuri Gagarin, em 1961.

Entre os anos de 2015 e 2016, o astronauta passou 340 dias a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS), e conseguiu bater o recorde anterior de norte-americano que permaneceu mais tempo no espaço. O título agora é de a Mark Vande Hei, que ficou 355 dias na ISS.

A coleção de NFTs foi lançada com a colaboração do estúdio Orange Comet. Para conferir todas as obras, clique aqui.

Paris Hilton é ‘entusiasta’ do universo das criptomoedas

Paris Hilton já esteve em evidência por diversos motivos desde que alcançou fama no reality de TV “The Simple Life”. Nos últimos anos o que chamou a atenção na vida da “patricinha”  é como ela conseguiu multiplicar seus ganhos a partir de investimentos em criptomoedas.

“ParisHilton.eth”, que é como Paris se denomina no Twitter, não perde as novidades que são propostas pelo blockchain, em especial as que habitam a rede Ethereum. As apostas centrais da artista para o futuro da tecnologia são os NFTs e o metaverso, através dos quais ela já lançou diversos projetos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.