Cantor sertanejo lança coleção de NFT’s; saiba quem é

Cantor sertanejo lança coleção de NFT’s. Eduardo Costa é o primeiro artista do gênero a desenvolver coleção própria com produtos exclusivos.

O mercado dos tokens não fungíveis está cada vez mais movimentado e atraindo novos investidores de diversas áreas. O sertanejo Eduardo Costa ingressou no mundo dos NFT’s lançando sua coleção que conta com produtos como bota, violão, garrafa de cachaça e outros itens.

Mais detalhes sobre a coleção

O artista vai disponibilizar para seus fãs os ativos digitais de artigos que fazem parte da sua história por meio da plataforma ICHELLO, uma startup de tecnologia e inovação que atua no segmento musical.

A empresa já vem atuando na comercialização de NFT’s do ramo musical, como o token de uma camisa utilizada por Chorão, ex-vocalista da banda Charlie Brown Jr. que causou grande repercussão e outras peças. 

A camisa pertence ao economista George Custa que recebeu a peça do próprio Chorão durante um show no Teatro da Rádio Mix, em São Paulo, no ano de 2009. Sobre a ideia de tornar a vestimenta em um NFT, ele conta: “A empresa apresentou uma proposta inovadora unindo música e arte, além de uma consultoria sobre o mundo de NFTs. Foi quando entendi que o item realmente possui um valor agregado e seria interessante torná-lo público e acessível. Desta forma, me senti confortável em seguir os passos que tornariam então a peça em uma arte digital, além do item físico em si. A comunidade já não apenas entendeu, como se entusiasmou com o movimento iniciado pela iniciativa da ICHELLO”, conta George.

O produtor musical e gestor de carreiras artísticas, Bruno Perdigão, é CEO da ICHELLO e comanda a ideia, de acordo com ele, Eduardo Costa chega para apresentar o mercado dos NFT’s para o mundo sertanejo. “Para nós, é uma alegria gerenciar esses ativos digitais do cantor. Ele, que é um investidor nato, além de músico, chega para abrir com o pé direito esse mercado para os fãs e outros nomes do sertanejo. Pela sua vasta história na música sertaneja, ele vai disponibilizar muitas coisas interessantes, tanto que teremos conosco produtos exclusivos, como, bota, violão, sua primeira garrafa da sua cachaça, poltrona do seu haras e outras coisas bem legais para quem o admira”, comenta Perdigão.

Além dos NFT’s, o artista deve disponibilizar diferentes itens atrativos para seus fãs, como violão e outros produtos físicos e experiências. “Os fãs poderão ter acesso a camarim, dedicatória, vídeo do artista para quem comprar e outras possibilidades”, afirma Bruno Perdigão. Ainda de acordo com o CEO da ICHELLO, além de serem produtos que aproximam o fã do artista, existe a possibilidade de investir nos ativos digitais para um possível revenda futura, já que o mercado tem se mostrado lucrativo.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.