Como consultar meu cadastro no Auxílio Brasil?

Pagamento do Auxílio Brasil é retomado. Nessa quinta-feira (14), o Ministério da Cidadania retomou o cronograma de depósitos do projeto social. Quem foi contemplado em março, precisa consultar o cadastro para saber se permanece na folha orçamentária de abril. Confira o passo a passo, abaixo.

Como consultar meu cadastro no Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)
Como consultar meu cadastro no Auxílio Brasil? (Imagem: FDR)

Considerado atualmente o maior projeto social do país, o Auxílio Brasil acaba de iniciar uma nova rodada de pagamentos. As mensalidades de abril já estão sendo depositadas para os beneficiários, mas é preciso confirmar a permanência no programa.

Como o governo seleciona os segurados do Auxílio Brasil?

O processo de inclusão dos cidadãos é feito através de uma triagem com base nos dados do Cadastro Único. Mensalmente, o Ministério da Cidadania consulta a plataforma para selecionar aqueles em maior situação de vulnerabilidade.

Uma vez em que um segurado é escolhido, ele fica ainda sujeito a fiscalização continua do governo. Caso haja atraso em sua documentação, o abono é imediatamente suspenso.

Passo a passo para consultar inclusão no Auxílio Brasil

  • Acesse o app e na sequencia informe o CPF;
  • Em seguida, informe sua senha;
  • Caso a pessoa não tenha conta em um dos aplicativos, é possível criar uma nova;
  • Ao acessar o app, na tela inicial, clique na opção de consulta de valores;
  • Havendo pagamentos a serem depositados em março, significa que você permanece no projeto.

Lista dos documentos fiscalizados no Cadastro Único

  • Para o Responsável pela Unidade Familiar (RF): CPF ou Título de Eleitor;
  • Para os demais membros da família: um destes documentos: certidão de nascimento, certidão de casamento, CPF, carteira de identidade (RG), carteira de trabalho ou Título de Eleitor.
  • Para famílias indígenas e quilombolas: O RF da família indígena pode apresentar o CPF, o título de eleitor, mas também o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI) ou outros documentos de identificação, como certidão de casamento, RG e carteira de trabalho;
  • O RF da família quilombola pode apresentar o CPF, o título de eleitor ou outros documentos de identificação como certidão de nascimento, certidão de casamento, RG ou carteira de trabalho.
  • Comprovante de endereço, de preferência a conta de luz;
  • Comprovante de matrícula escolar das crianças e jovens até 17 anos. Se não tiver o comprovante, o RF deve informar o nome da escola de cada criança ou jovem;
  • Carteira de trabalho (caso tenha).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.