Briga entre herdeiros: Hering terá inventário financiado; entenda

Após ter conhecimento da disputa entre herdeiros da família Hering, o diretor da Algarve Capital, Daniel Cardoso, entrou em contato com a família. A administradora de fundos observou um potencial na causa. A informação foi apurada pelo Valor.

Daniel Cardoso observou ali uma “causa justa” e potencial para investidores estrangeiros financiarem o que seria preciso para a demanda judicial. A gestora adquiriu um percentual dos honorários advocatícios do litígio.

Esse caso tem relação com Eulália Hering, que faleceu em 2006, aos 97 anos. Ela era uma das mulheres mais ricas do país, proprietária de 25% das ações da Hering.

Depois da abertura do inventário, para partilhar os bens, alguns dos filhos e netos entenderam que as ações dela, na empresa, tinham desaparecido.

Ao Valor, o advogado Ives Braghittoni, que representa os netos de Eulália — Pedro Roberto, Rafaela e Eduardo Teodoro —, informa que o inventário vinha se desenrolando. Ele declara que foi descoberto que restava somente um imóvel e dois tapetes persas.

O advogado ainda declara que as ações da Hering, que deveriam integrar o inventário, foram desviadas por uma parte da família.

Herdeiros da família Hering moveu uma ação autônoma

Há anos, não houve solução do caso na Justiça de Blumenau (SC). Por conta disso, os herdeiros decidiram mover uma ação autônoma em São Paulo. Eles solicitam a nulidade da transferência dessas ações. O argumento é que houve uma venda fraudulenta.

Braghittoni informa que foram obtidas provas com a oftalmologista de Eulália. Quando esta tinha assinado a transferência dessas ações, estava praticamente cega, segundo informado pelo advogado.

Pela declaração do Imposto de Renda, Braghttoni ainda alega que foi identificado que não tinha sido realizado o pagamento por esses ativos. Isso anularia a afirmação de que teria sido uma venda.

Existe uma vantagem relevante no processo paulista: o financiamento por fundos de investimentos. O advogado declara que a administradora se surpreendeu com a causa e seu potencial. Por conta disso, ele desejou adquirir uma parcela dos honorários advocatícios do sucesso dessa ação.

Daniel Cardoso informa que esse mercado possui uma barreira. Segundo ele, os fundos de investimentos são observados como ‘abutres’ — que pagarão pouco.

No entanto, ele declara que a gestora sempre adianta uma quantia interessante e acerta uma regra de complementos. Isso conforme o valor a ser pago futuramente.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.