Brasil cria 328 mil empregos com carteira assinada em fevereiro

Indicativos de empregabilidade apresentam recontratações no mercado de trabalho. Nessa semana, o governo federal divulgou o balanço de empregos formais em fevereiro. De acordo com o documento, cerca de 328.507 cidadãos tiveram a carteira assinada. Confira os detalhes, abaixo.

Mesmo com o país em crise econômica, o governo federal persiste na divulgação do balanço mensal de empregabilidade. O saldo de fevereiro foi de 2,013 milhões de contratações e 1,685 milhão de desligamentos. Para fazer o levantamento, o poder público reformulou o cálculo do Caged.

Pronunciamento da equipe econômica

Segundo o secretário executivo do ministério, Bruno Dalcolmo, esse foi o primeiro mês em que o país teve um total de admissões maior que 2 milhões de vagas, levando em consideração a série com declarações feitas dentro do prazo.

“O que vemos aqui em fevereiro de 2022 do ponto de vista das admissões é algo importante a ser notado. Pela primeira vez estamos acima de 2 milhões de contratações. É claro que não é possível se afirmar que é algo estrutural e que permanecerá nesse patamar”, disse. “Temos já registrado que é natural que se espere alguma desaceleração com relação ao nível de contratação do ano passado. É um processo natural, as empresas não continuarão contratando naquele ritmo do ano passado para sempre”, acrescentou.

Detalhes do relatório

Pelo novo Caged, cinco grupos tiveram um saldo positivo com a empregabilidade. Foram registrados 215.421 novos postos com carteira assinada, divididos nas atividades de administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais.

Diante dos números de fevereiro, o total de empregos formais ativos ficou em 41.157.217 vínculos, uma variação positiva de 0,8% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado de 2022, foi saldo registrado é de 478.862 empregos com carteira assinada, decorrente de 3.818.888 admissões e de 3.340.026 desligamentos.

“Do ponto de vista das atividades econômicas, o saldo de emprego na modalidade de trabalho intermitente distribuiu-se por: serviços (6.906 postos), construção (1.115 postos), indústria geral (422 postos), agropecuária (207 postos) e comércio (178 postos)”, informou a pasta.

Para mais informações sobre vagas, acesse nossa página exclusiva de carreiras.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.