Conheça a startup que criou uma tecnologia que ajuda a driblar alta de preços nos combustíveis

Após o anúncio do último reajuste no preço dos combustíveis pela Petrobras, o que se viu em todo o país foram enormes filas nos postos. Os últimos aumentos praticados pela estatal também foi capaz de parar frotas inteiras, algo que poderia ter sido evitado ou minimizado por uma boa gestão de frotas, conduzida por ferramentas tecnológicas.

São diversos detalhes que fazem parte de uma gestão de uma frota de veículos que, se  não receberem atenção, trazem grandes prejuízos para as empresas. Entre estes prejuízos estão, por exemplo, gastos desnecessários com manutenção e reparos.

Sendo assim, é indispensável o investimento em sistemas e plataformas que possibilitem um mapeamento das condições dos veículos e que permita ao gestor organizar e planejar possíveis gastos imprevistos. 

“Eles viabilizam um overview com indicadores de dados disponibilizados de modo on-line, possibilitando total integração entre os departamentos das empresas e fugindo de planilhas complicadas e sistemas descentralizados”, disse Paulo Raymundi, CEO da Gestran, empresa curitibana que criou um sistema focado na gestão de frotas, que ajuda diretamente a driblar a alta nos preços dos combustíveis.

Segundo Paulo, o grande gasto com frotas vem dos combustíveis. Através do cruzamento de informações, um sistema de gestão permite encontrar a melhor oferta no momento de comprar o diesel, de acordo com a necessidade e o consumo da frota, se a empresa desejar negociar quantidades maiores e pechinchar o melhor preço. 

“O controle de consumo também pode ser feito via software, permitindo a correção de qualquer eventual problema que leve ao consumo excessivo. Sem contar que o sistema mantém o registro histórico de consumo, o que permite melhores avaliações sobre a frota”.

A tecnologia na gestão traz um outro benefício que é o de poder controlar em tempo real  da situação dos pneus. Com isso, é possível manter a calibragem correta, fazer limpezas e manutenções e saber exatamente os momentos de troca. Além da economia, estas vantagens garantem a segurança dos condutores, e aumenta a vida útil dos pneus.

“Manutenção preventiva evita dores de cabeça com veículos parados. Ter uma ferramenta que emite alertas sobre prazos para troca de peças, óleo e outros insumos coloca a frota em sua operação mais eficiente, e tudo pode ser aferido via dashboard”, lembra o CEO.

Gestran

Criada em 1997 com o objetivo de automatizar processos que até então eram feitos de forma manual, o foco principal da Gestran é evitar erros humanos relacionados ao controle de informações. Para conhecer mais, clique aqui.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.