Como funciona a TR, taxa utilizada para cálculos do FGTS?

Com liberações extras pelo FGTS, população começa a se questionar sobre as perdas de sua Taxa Referencial (TR). Todos os cidadãos que atuam pelo regime CLT, estão diretamente registrados no fundo de garantia. No entanto, poucos entendem o funcionamento do programa com relação aos seus rendimentos. Abaixo, saiba o que é a TR.

Como funciona a TR, taxa utilizada para cálculos do FGTS? (Imagem: FDR)
Como funciona a TR, taxa utilizada para cálculos do FGTS? (Imagem: FDR)

A Taxa Referencial (TR) do FGTS, nada mais é do que um indicativo que determina os ganhos e perdas dos saldos acumulados nas contas ativas e inativas. Ela foi elaborada em 1991, quando o país vivia uma crise econômica e se mantém em funcionamento até hoje.

Seu principal objetivo é justamente ser uma medida de proteção do poder de compra do real. Desse modo, seu valor reflete diretamente no acumulo das variações de preço, sendo assim uma referencia para determinar a valorização do dinheiro.

Como calcular a Taxa TR?

Para fazer o cálculo, o Banco Central utiliza a média ponderada e ajustada das taxas de juros pagas pelos certificados de depósitos bancários (CDBs), ficando prefixado pelas 30 maiores instituições bancárias do país.

Sua formula de calculo é aplicada da seguinte forma:

  • R é o redutor;
  • R = (a + b) x TBF
  • a é um valor fixo igual a 1,005 (esse valor foi definido na criação da TR);
  • b depende do valor da TBF (esse dado é sempre divulgado pelo Banco Central).

Para simular os valores da correção do FGTS:

  • Pegue o valor dos 8% do salário recebido todo o mês durante o tempo em que trabalhou;
  • Some 3% de juros do próprio FGTS;
  • Some a atualização de dinheiro com base na taxa de referência como, por exemplo, INPC ou IPCA.

Saiba como consultar seu atual saldo no FGTS

  • Acesse o site do FGTS;
  • Clique no botão “Consultar extrato completo do FGTS”
  • Insira o Número de Identificação Social (NIS, antigo PIS/PASEP) no campo indicado. O número consta no Cartão do Trabalhador ou CTPS;
  • Se não tiver senha cadastrada, clique no botão “cadastrar senha”;
  • Após entrar com a senha, clique na opção “Extrato Completo”;
  • Escolha o período a partir de janeiro de 1999;
  • Escolha a opção imprimir ao final do extrato, utilizando preferencialmente o navegador “Google Chrome” e escolha a opção salvar em pdf.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Eduarda Andrade
Maria Eduarda Andrade é mestra em ciências da linguagem pela Universidade Católica de Pernambuco, formada em Jornalismo na mesma instituição. Enquanto pesquisadora, atua na área de políticas públicas, economia criativa e linguística, com foco na Análise Crítica do Discurso. No mercado de trabalho, passou por veículo impresso, sendo repórter do Diario de Pernambuco, além de assessorar marcas nacionais como Devassa, Heineken, Algar Telecom e o Grupo Pão de Açúcar. Atualmente, dedica-se à redação do portal FDR, onde já acumula anos de experiência e pesquisas sobre economia popular e direitos sociais.