Tornando-se cada vez mais escassa, água é ótima opção para investimento

Pontos-chave
  • A escassez da água torna a commodity valiosa;
  • Há a possibilidade de investir em ativos no Brasil e exterior;
  • A maior diversidade de aplicações ligadas à água está presente fora do país.

Nos últimos anos, a água vem chamando a atenção no mercado de investimentos. Diante do risco de escassez futuro, o setor financeiro observa que a água é ótima opção para investimento. Existe a tese de que, com menos oferta, o commodity tende a se valorizar.

Tornando-se cada vez mais escassa, água é ótima opção para investimento
Tornando-se cada vez mais escassa, água é ótima opção para investimento (Imagem: Montagem/FDR)

A água, que tem sido escassa e imprescindível para vários empreendimentos, também pode ser aproveitada pelos investidores. Isso por conta da escassez da commodity.

Atualmente, 2,2 bilhões de pessoas pelo mundo carecem de água potável. Segundo a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), diante do aumento populacional, a demanda global de água, até 2050, deve subir em 55%.

O valor da água se baseia na oferta e procura. Desse modo, por exemplo, as demandas de eletricidade e agrícolas podem afetar diretamente os preços de água — assim como uma redução na oferta por conta da uma prolongada seca. Quanto mais escasso a commodity, o ativo tende a se valorizar mais.

Água é ótima opção para investimento no mercado financeiro

No mercado financeiro, os investidores podem aplicar em companhias de saneamento. Entre as opções existentes na B3, estão a Sabesp (SBSP3), Copasa (CSMG3) e Sanepar (SAPR3), por exemplo.

De qualquer modo, antes de decidir pelo investimento, os interessados devem pesquisas as companhias e seus resultados. Também é importante verificar se a escolha se enquadra na respectiva carteira de investidor.

Além das empresas de saneamento, as companhias que atuam para a utilizam a água mais eficientemente vem aumentando a adesão. Isso acontece em meio à tendência da pauta ESG (ambiental, social e governança, na sigla em inglês).

Recentemente, apareceram ETFs (Exchange Traded Funds) — e companhias ligadas à água que buscam capitalizam as tendências de tratamento, renovação, purificação e conservação da commodity pelo mundo.

A XP, em relatório de janeiro, a XP informou que, anualizados nos próximos anos, o mercado de água deve aumentar 5% a 6%. Isso deve acontecer especialmente impulsionado pela demanda crescente.

Diante de desafios estruturais, deve existir uma contínua elevação na procura por soluções inovadoras na utilização mais eficiente de água disponível.

Os analistas da XP destacam que a água é uma commodity em escassez. Segundo eles, a quantidade limitada cria oportunidades. Investimentos em água podem servir para diversificar a exposição nas carteiras dos setores mais tradicionais, além de ser um play focado em ESG”, afirmam.

A água pode ser considerada como opção de investimento
A água pode ser considerada como opção de investimento (Imagem: Montagem/FDR)

Como investir em água

No Brasil, além de ações de empresas de saneamento, há a possibilidade de aplicar por três fundos de investimentos. Estes fundos, criados nos dois últimos anos, são: Itaú Index ESG Água, Trend Água Tech e Vitreo Água.

O primeiro fundo é voltado para investidores qualificados. Já o segundo e terceiro podem ser adquiridos por qualquer tipo de investidor.

no exterior, existe a possibilidade de encontrar mais investimentos ligados à água.

Por exemplo, os interessados podem encontrar ações de empresas que desenvolvem equipamentos relacionados à commodity; aplicar em companhias ambientais — que distribuem, purificam ou limpam água —; e empresas concessionárias de águas.

Os índices internacionais são formas para passar a procurar empresas de água fora do país. Por exemplo, por meio do Global Water Index permite exposição a 50 companhias de todo o planeta que atuam em empreendimentos ligados à água.

Outro modo de se expor ao setor é por meio de contratos futuros de água da Nasdaq. A Bolsa dos Estados Unidos passou a negociar água como commodity desde 2019.

Essa forma de aplicação é indexada ao índice Água Nasdaq Veles Califórnia (NQH20). O investimento possui indicação para pessoas mais experientes, que possuem mais tolerância ao risco.

Por meio de um único fundo, os ETFs internacionais de água podem ser um modo de começar a aplicar no setor. Por meio dessa classe de ativos, é possível ter gestão passiva, diversificação e baixas aplicações para o investimento. Os ETFs alavancados, por sua vez, possuem mais complexidade mais riscos.

Para investir em água, estas são 5 ETFs internacionais disponíveis, segundo apurado pelo InfoMoney: Invesco Water Resources ETF (PHO), iShares Global Water UCITS (IH20), First Trust Water ETF (FIW), Invesco S&P Global Water Index (CGW), e Invesco Global Water Index (PIO).

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.