Auxílio Brasil: novo grupo recebe pagamento hoje (21); confira quem recebe

Após uma breve pausa durante o final de semana, os depósitos referentes à quinta parcela do Auxílio Brasil retornam hoje, 21. Os beneficiários da vez são os cidadãos cujo Número de Identificação Social (NIS) termina em 2. 

Auxílio Brasil: novo grupo recebe pagamento hoje (21); confira calendário
Auxílio Brasil: novo grupo recebe pagamento hoje (21); confira calendário. (Imagem: FDR)

Para quem ainda possui dúvidas quanto ao sistema de pagamentos do programa, é preciso reforçar que o Governo Federal em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF) identifica os beneficiários de programas sociais através do NIS.

Este número é fornecido ao contemplado no momento em que ele é notificado sobre a inclusão na transferência e pode ser conferido por meio da impressão no cartão magnético do benefício. 

Logo, o cronograma de pagamentos se baseia nesta informação para liberar as parcelas. Considera-se sempre o último dígito da sequência que compõe o NIS. Normalmente, os depósitos são liberados nos últimos dez dias úteis de cada mês. Os valores são sempre pagos em dias úteis, logo, há uma pausa no calendário aos sábados e domingos. 

Os depósitos do Auxílio Brasil são efetuados através das contas poupanças sociais digitais, gerenciadas pelo aplicativo Caixa Tem. A plataforma foi criada no ano de 2020 no intuito de unificar os pagamentos do Auxílio Emergencial.

Porém, diante do sucesso que fez, a instituição decidiu manter as contas ativas e passou a utilizá-las para viabilizar uma série de transferências como o PIS/PASEP, seguro desemprego, BEm e outros. 

O atrativo do Caixa Tem consiste no fato de que o beneficiário do Auxílio Brasil pode usar o saldo depositado em conta para pagar boletos e compras mediante a leitura do QR code, usar o cartão de débito virtual, fazer recarga de celular, transferências via TED, DOC e PIX, consultar informações sobre benefícios e muito mais. 

O melhor, é que todas as funcionalidades são liberadas gratuitamente, logo, não existe a cobrança de nenhuma taxa mensal de serviços como ocorre nas agências tradicionais.

Hoje, o Auxílio Brasil contempla cerca de 18,5 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social, que recebem o valor médio de R$ 400. Chegou-se a este número após o Governo Federal fazer duas análises que possibilitaram a inclusão de novos beneficiários, zerando a fila de espera pelo benefício. 

Mas é importante ressaltar que, para ser aceito e mantido no programa, é essencial respeitar os critérios de elegibilidade. Existem três maneiras de receber o Auxílio Brasil. São elas:

  • Ter feito parte do Bolsa Família até sua extinção em outubro de 2021. Os beneficiários do antigo programa foram automaticamente remanejados para o Auxílio Brasil;
  • Já estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal, mas sem receber o Auxílio Brasil, sendo direcionado à lista de espera do programa; 
  • Buscar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo e realizar a inscrição no CadÚnico fornecendo os dados de toda a família e aguardar a verificação de elegibilidade e inclusão no programa;
  • Para quem já faz parte do CadÚnico, se enquadrar na linha de extrema pobreza mediante a apresentação de uma renda familiar per capita mensal de até R$ 100;
  • Para quem já faz parte do CadÚnico, se enquadrar na linha de pobreza mediante a apresentação de uma renda familiar per capita mensal de até R$ 200. 

Calendário do Auxílio Brasil em março

  • NIS com final 1: 18 de março;
  • NIS com final 2: 21 de março;
  • NIS com final 3: 22 de março;
  • NIS com final 4: 23 de março;
  • NIS com final 5: 24 de março;
  • NIS com final 6: 25 de março;
  • NIS com final 7: 28 de março;
  • NIS com final 8: 29 de março;
  • NIS com final 9: 30 de março;
  • NIS com final 0: 31 de março.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.