A ‘bola da vez’ é a TI: demanda por cibersegurança causa ‘boom’ em salários

Empresas estão investindo mais em cibersegurança. O que tem aumentando a oferta de vagas de emprego para profissionais do TI, além de oferta de salários 55% mais altos se comparado ao ano de 2021.

A 'bola da vez' é a TI: demanda por cibersegurança causa 'boom' em salários
A ‘bola da vez’ é a TI: demanda por cibersegurança causa ‘boom’ em salários (Imagem: FDR)

Um estudo feito com exclusividade para o Estadão pela consultoria alemã Roland Berger ao Estadão mostra que a cada um segundo uma empresa brasileira recebe uma tentativa de ataque hacker.

Além desse dado preocupante, o Brasil já está no 4.º lugar entre os países com mais tentativas de ataques de ransomwares (em 2020, ocupava a 9.ª posição).

Essas são os fatores principais para a alta nas contratações de profissionais especializados em cibersegurança.

E, se há uma escassez de pessoas qualificadas para preencherem as vagas, acontece também um aumento salarial.

Para se ter noção dessa falta de mão de obra qualificada, a consultoria Intelligence Service Center realizou um estudo e mostrou que em todo o mundo há apenas 2,8 milhões de especialistas em cibersegurança, enquanto que há um déficit de 4 milhões de profissionais na área.

Inclusive, no LinkedIn os cargos ligados à cibersegurança estão entre as cinco principais profissões na plataforma nos últimos 3 anos.

Aumento dos salários em TI

Se há uma escassez de profissionais especializados, as empresas precisam traçar estratégias para atrair os poucos que o mercado possui ou os que estão se qualificando e muitas vezes têm a opção de escolher onde trabalhar.

Com isso, a remuneração dos profissionais de TI desparou.

De acordo com a empresa de recrutamento Revelo, o salário-base na área de TI, que já havia aumentado 10% de 2019 para 2020, passou de R$ 6.020,41 em setembro de 2020 e para R$ 9.364,21 em fevereiro de 2021.

Em capitais como Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) o aumento registrado foi de 55%.

Pessoas especializadas em segurança da informação podem chegar a receber salários de R$ 26 mil.

Esse pode ser o momento ideal para ingressar na área através da qualificação profissional.

Pois, a estimativa da Associação Brasileira de Tecnologia da Informação, Comunicação e Tecnologias Digitais (Brasscom) é que o setor continue com altos números de contratações pelos próximos anos.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.