Mulheres no mercado financeiro: fintech visa aumentar a proporção de mulheres dentro da empresa

Começa hoje, Dia Internacional da Mulher, o evento que deve aumentar a participação das mulheres no mercado financeiro. Ação acontece no Brasil, Austrália, Reino Unido e Nova Zelândia.

Assim como acontece em outros setores, o mercado financeiro é majoritariamente masculino.

Mas, já é possível perceber certa presença feminina e ações voltadas a aumentar ela.

Stake, plataforma que conecta pessoas de diferentes países a oportunidades de investimentos, deu início hoje, 8, a ação de marca empregadora Women at Stake, que tem o objetivo de aumentar a proporção de mulheres dentro da fintech.

Dados da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), constatou que apenas 6% das pessoas que tiraram a Certificação de Gestores de Carteiras ANBIMA (CGA), que possibilita o trabalho com carteira de investimentos e gestão de fundos, são mulheres.

“Quando mulheres se enxergam dentro das empresas, fica mais fácil de se projetarem na mesma. Desta forma, precisamos de representatividade, com mais mulheres ocupando cargos de liderança, mais mulheres serão atraídas. Atualmente, a grande maioria dos currículos que recebemos são de homens. Então, o caminho para contratação de mulheres acaba sendo mais longo, por isso é necessário se engajar no objetivo não só de atrair mulheres, mas reter e promover”, avalia Denise Abramovici, Head de Marketing da Stake.

Mulheres no mercado financeiro

Começando na data em que se comemora o dia internacional da mulher, a Women at Stake deve ser usada para diversas iniciativas ao longo do ano.

O objetivo é aumentar a participação feminina na fintech, criando um ambiente inclusivo, empoderador e melhorando a satisfação e retenção de funcionários.

“Embora o lançamento do programa aconteça no dia de uma efeméride, queremos garantir que este não seja apenas um ‘dia simbólico para as mulheres’. Ao invés disso, vamos usar o dia como uma plataforma de lançamento para anunciar uma série de iniciativas que lançaremos ao longo do ano, não se atendo apenas a isso. Assim, estaremos nos posicionando e dizendo ‘sabemos que ainda não estamos no ponto ideal, mas estamos determinados a melhorar”, pontua Aline Van Koninckxloo, Head de People da Stake.

Dentre as práticas iniciadas hoje estão:

  • Café da manhã e apresentação sobre a atual situação das mulheres quanto a proporção de gênero, diferença salarial, etc;
  • Almoço para mulheres nos escritórios da Austrália e Brasil;
  • Treinamento de Viés Inconsciente: Será oferecido para a Austrália, Brasil, Reino Unido e Nova Zelândia;
  • Série de workshops sobre temas que dizem respeito às mulheres no local de trabalho. As oficinas são abertas a todos os participantes (não apenas às mulheres);
  • Implementação de políticas de licença parental em todos os países onde há presença da Stake, oferecendo mais do que folgas e benefícios.

Para saber mais sobre vagas de emprego, vestibulares e cursos, acompanhe a editoria de Carreiras do FDR.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jamille Novaes
Jamille Pereira Novaes é graduada em Letras Vernáculas pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), pós-graduada em Gestão da Educação pelo Centro Universitário Maurício de Nassau (UNINASSAU). Como professora de Língua Portuguesa, já atuou no ensino fundamental I e II. Atualmente, trabalha como professora de Língua Portuguesa no ensino técnico e redatora da editoria de carreiras do portal FDR. Jamille utiliza sua experiência na área da educação para cobrir notícias sobre cursos, vestibulares, empregos e concursos.