Descubra qual foi o melhor investimento já feito por Warren Buffett

Pontos-chave
  • Warren Buffet é considerado o maior investidor do mundo;
  • Ele conseguiu fazer milhões de dólares com ações mas o seu melhor investimento não foi realizado na bolsa de valores;
  • O seu investimento foi em agronegócio.

Warren Buffet é considerado o maior investidor do mundo e não é à toa, o seu patrimônio soma mais de 110 bilhões de dólares. O seu apelido de Oráculo de Omaha por suas habilidades quase “mágicas”, ele fez a maior parte da sua fortuna investindo em ações. 

Dentre seus investimentos estão: Disney, Coca Cola, Apple e Walmart, que são  empresas sólidas que entregam resultados consistentes no longo prazo. 

Porém, o que pouca gente sabe é que o melhor investimento da vida de Buffett não foi nenhuma ação, nem título público e muito menos uma criptomoeda. 

O maior investidor do mundo apostou em um mercado rentável, quase imune às crises e mais sólido do que qualquer outra companhia listada nas bolsas americanas. Um mercado que está presente em nosso cotidiano há milhares de anos e que é essencial para nossa sobrevivência enquanto espécie humana. Esse mercado possui uma demanda infinita e não vai esfriar tão cedo. 

Esse mercado é o Agronegócio. Warren Buffett conseguiu fazer milhões de dólares com ações mas o seu melhor investimento não foi realizado na bolsa de valores. 

Ele comprou uma fazenda de 16 hectares em seu estado natal, Omaha, em 1986. Nessa época, ele já tinha feito seus primeiros milhões e consolidado seu nome como um dos “pesos pesados” do mercado financeiro. Mesmo assim, resolveu apostar em uma fazenda sem nunca ter usado uma enxada na vida e não saber nada sobre o setor rural. 

O  megainvestidor não viu chances do negócio desvalorizar, muito pelo contrário, ele acreditava muito no potencial desse investimento dar bastante dinheiro. 

Assim, o seu investimento quintuplicou e ele aumentou mais alguns milhões em sua conta. Conheça o mercado promissor do agronegócio.

Buffett revelou que seu investimento na fazenda multiplicou por 5 vezes o dinheiro investido. Mas com um detalhe: foram necessários 20 anos para que ele obtivesse esse retorno. Sabemos que o Mago de Omaha não tem problema com investimentos de longuíssimo prazo, mas nem todo mundo quer esperar duas décadas para poder colher os lucros. 

Agronegócio

Buffett gosta de investimentos sólidos, então o agronegócio é a aplicação perfeita, já que se trata de uma das indústrias mais sólidas e resilientes do mundo, quase imune às crises. 

Uma das maiores provas da força do agro foi a pandemia. Em 2020, o ano mais crítico da crise sanitária e econômica, o PIB brasileiro caiu 4,1%, enquanto o da agropecuária cresceu 2%, segundo o IBGE. 

E em 2021, quando o desemprego assolou o país, o setor gerou 150 mil postos de trabalho. 

Além disso, o agronegócio atende um mercado com demanda praticamente infinita. Alimentar-se é essencial para a sobrevivência humana. 

No Brasil, a produção agrícola tupiniquim alimenta 10% do mundo, segundo a Embrapa. São cerca de 800 milhões de pessoas que dependem do agro brasileiro para ter comida no prato. Um mercado com uma demanda tão alta assim tende a ser bem lucrativo.

Um dos cenários mais comuns em nosso país são pessoas que conseguiram dinheiro com agropecuária sem ter diploma e nenhum conhecimento técnico aprofundado. Grandes fazendeiros com vários hectares de terra que colhem safras e cifras gigantescas.

O setor vem ganhando os holofotes, devido às suas capacidades de expansão de produtividade e produção e de geração de oportunidades de emprego em várias regiões.

O Agronegócio encontra-se atualmente como o maior negócio da economia brasileira, sendo uma das principais locomotivas do progresso do país.

Ciclos

O agronegócio é formado pelos insumos, a produção, distribuição e o consumo. 

Os insumos são todas coisas que ajudam na indústria do agronegócio. Mão de obra, maquinário, adubos, transporte entre outros. Já as produções dizem respeito ao cultivo do solo, as várias culturas como laranja, milho, café, alface, cana, algodão, soja entre outros.

E a criação de animais, seja para obter leite, lã e os subprodutos desses ou gado de corte, por exemplo. E além do cultivo e criação, que é o início da produção, tem o processo de fabricação de outros produtos, que são os chamados processados.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.