Fundo de investimento permite lucrar com falências; conheça

No mercado, os investidores podem encontrar aplicações alternativas. Neste sentido, é possível encontrar investimentos distressed, também chamados de ativos estressados ou ativos podres. A Jive Investments oferece fundo de investimento que compra crédito de empresas em dificuldades.

Fundo de investimento permite lucrar com falências; saiba mais
Fundo de investimento permite lucrar com falências; saiba mais (Imagem: Montagem/FDR)

No Brasil, a Jive Invetments é uma das plataformas que atua com esse tipo de ativo. A gestora conta com R$ 8,2 bilhões em ativos sob gestão — além de mais de 1,5 mil investidores profissionais no Brasil e exterior.

A Jive Invetments tem três fundos fechados. Estes já renderam 200% o CDI. Dentre estes, estão o Jive Distressed FIM CP (2015), com retorno anual de 20% ao ano, e o Jive Distressed FIM II CP (2018), com retorno de 17% ao ano/356% CDI. Contudo, os dois estão fechados para captação.

Novo fundo de investimento da Jive Investments

No entanto, neste ano, a gestora abriu outro fundo: o Jive BossaNova High Yield FIC FIM. Este é o primeiro fundo para investidores qualificados.
Anteriormente, apenas investidores profissionais — com mais de R$ 10 milhões em aplicações investidas — poderiam ter acesso.

Ao Money Times, o sócio da Jive Investiments, Alexandre Cruz, declara que esse é um primeiro passo para que o acesso aos fundos seja democratizado. Ele também destaca o acesso para pessoas físicas.

O sócio afirma que existem conversas com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Por meio desse diálogo, há a possibilidade de uma alteração para que a pessoa física possa participar.

Esse fundo tem foco em ativos high yield — representado por dívidas renegociadas de companhias que não estejam em recuperação judicial, mas em rota de crescimento no ciclo de recuperação.

Características dos investimentos distressed

Entre as vantagens desse tipo de investimento, um dos principais é a descorrelação com os riscos do mercado. Cruz ressalta que ela é muito protetiva em situações de oscilação dos índices para baixo.

Conforme análise da XP, uma das vantagens de realizar investimentos em companhias em dificuldades é a capacidade de observar empresas em estágios distintos do ciclo de recuperação.

Outro diferencial citado é a capacidade de se conectar com esse ecossistema de diferentes modos, conseguindo explorar seu conhecimento específico em oportunidades de aplicação.

Apesar disso, esses fundos são direcionados para investidores de longo prazo. Não existe a possibilidade de sacar a aplicação antes de quatro anos — e há o reinvestimento da rentabilidade.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.