Com Carnaval mais ‘fraco’, confira como ficam as ações da Ambev (ABEV3) e T4F (SHOW3)

Diante do prolongamento da pandemia de coronavírus, as previsões de muitas empresas para 2022 têm sido frustradas. Dentre as companhias impactadas, estão as cervejeiras e as produtoras de eventos. Neste cenário entenda como ficam as ações da Ambev (ABEV) e T4F (SHOW3), segundo apurado pela Suno.

Situação da Ambev (ABEV3)

Por conta do avanço da pandemia, e da variante ômicron, diversas cidades do Brasil cancelaram o Carnaval de rua. Os desfiles das escolas de samba foram postergados para abril.

No primeiro trimestre deste ano, o Carnaval era uma oportunidade de potencializar as vendas da Ambev, especialmente no on trade — com vendas para baladas, bares e restaurantes.

À Suno, o analista da Guide Investimentos, Rodrigo Crespi, alega que a falta de impulso nas vendas será percebida até o primeiro trimestre deste ano. Ele projeta uma geração de receita mais fraca — além de impacto no custo de insumos.

As margens da Ambev devem ser pressionadas pelo maior valor na produção de latas. Isso, principalmente, por conta do aumento do minério de ferro e outros insumos.

O analista não espera um resultado muito forte no quarto trimestre de 2021 e primeiro trimestre de 2022.

para o segundo trimestre deste ano, Crespi o canal on trade deva melhorar — diante do maior conhecimento sobre a variante e o progresso da campanha de vacinação. Para o off trade, a venda em varejo, o analista projeta que continuará muito bem.

Situação da T4F (SHOW3)

A partir do segundo trimestre de 2021, a T4F possuía grandes planos para os dois anos seguintes. A empresa indicou que vislumbra, para este ano, uma grande demanda reprimida, que pode resultar em um ano favorável para o mercado de entretenimento.

Conforme o analista da Guide Investimentos, desde 2020, a T4F vem apresentando prejuízo constante — com ações com pouca liquidez.

Ele afirma que o Lollapalooza seria um catalizador para a companhia voltar a surgir no radar dos investidores. Para o final de março, está prevista a realização do evento. Contudo, existe o conflito com as novas medidas de restrição.

Na segunda semana de janeiro deste ano, o governo de São Paulo estabeleceu novas regras sanitárias. Há a recomendação de que os eventos musicais, festas e esportivos sejam feitos com somente 70% do público, e por meio de comprovante de vacinação.

Por enquanto, o analista tem perspectiva negativa. Isso por conta da piora no cenário de saúde, com aumento no risco de eventos com aglomerações. Caso aconteça um adiamento de dois ou três meses, ele entende que o impacto não seria tão grande.

Como ficam as ações da Ambev (ABEV3) e T4F (SHOW3)

Conforme análise da Suno, as duas empresas devem passar por dificuldades no começo deste ano. Apesar disso, conforme acontecer o fim da terceira onda da pandemia, as projeções para o setor devem melhorar.

Vale destacar que os resultados do quarto trimestre do ano passado, de ambas as companhias, estão previstos para sair em 24 de março.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.