IPTU 2022: não conseguiu pagar o boleto em dia? Saiba como atualizá-lo

Atrasar o pagamento de contas essenciais, como o IPTU, pode gerar muita dor de cabeça para os consumidores. Foi pensando nisso que preparamos este artigo esclarecendo dúvidas sobre atrasos no pagamento desse imposto. Entenda quais as consequências de atrasar o IPTU, como consultar débitos, emitir segunda via e pagar com atraso.

IPTU atrasado: o que acontece?

O IPTU normalmente pode ser pago à vista, com desconto, ou parcelado. Quando se atrasa o pagamento de alguma parcela, o consumidor passa a sofrer algumas penalidades.

A primeira delas é a cobrança de multa de 0,33% ao dia, podendo chegar ao valor máximo de 20%. Após um mês de atraso, podem começar a incidir correção monetária e juros de mora de 1%.

Caso o atraso seja muito grande, o nome do contribuinte é inscrito na dívida ativa da União, o que o torna oficialmente inadimplente com o município. Entre as consequências estão não conseguir crédito e até perder bens para que a dívida seja paga.

Em casos extremos, o imóvel pode ser leiloado para que a dívida com o IPTU seja quitada. Mas isso raramente ocorre.

O período de atraso para ser inscrito na dívida ativa varia de município para município, sendo normalmente de 1 ano.

Consulte os débitos do IPTU

Quem deseja quitar IPTU atrasado deve, primeiramente, conferir se há débitos abertos e qual o valor deles. Isso normalmente é feito através de algum site da prefeitura, como o site da secretaria municipal de fazenda ou finanças.

Em São Paulo, por exemplo, você pode ver seus débitos nesta página, informando o número de cadastro do imóvel.

Como pagar IPTU atrasado

Caso o IPTU esteja em atraso, o contribuinte tem duas opções de pagamento:

  • Normalmente, pagando o imposto em caixas eletrônicos, internet banking ou apps de bancos conveniados, o valor já é atualizado, incluindo multas e juros.
  • Em alguns casos, porém, o pagamento com atraso só é possível através de emissão de 2ª via.

A emissão de 2ª via também pode ser feita através do site da prefeitura do seu município. Em São Paulo, ela é feita através desta página. Em municípios menores, pode ser necessário comparecer presencialmente à prefeitura ou órgão competente.

Se você já foi inscrito na dívida ativa da União, então o procedimento será diferente. Em São Paulo, por exemplo, ele é feito através da Procuradoria Geral do Município.

Uma guia específica será gerada, podendo-se optar pelo pagamento parcelado ou à vista.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Amaury Nogueira
Amaury da Silva Nogueira é bacharelando em Letras/Edição pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Apaixonado pelo universo da escrita, atua há dois anos como redator e realiza pesquisas sobre história da edição no Brasil. Além disso, atualmente pesquisa também sobre direitos e benefícios sociais para agregar conhecimento na redação do portal de notícias FDR.