Você já investe em ações? Bolsa de valores atinge número histórico de investidores

Em janeiro deste ano, a bolsa de valores chegou à marca de 5 milhões de pessoas físicas com contas abertas em corretoras no país. Já o número de CPFs únicos é de 4,2 milhões. Isso acontece porque uma mesma pessoa pode ter conta em mais de uma corretora de valores.

Você já investe em ações? Bolsa de valores atinge número histórico de investidores
Você já investe em ações? Bolsa de valores atinge número histórico de investidores (Imagem: Montagem/FDR)

Das 5 milhões de contas abertas em corretoras, 3,8 milhões são de homens e 1,2 milhão de mulheres. De acordo com a B3, a alta no número de contas e CPFs acompanha o aumento considerável das pessoas no mercado de capitais.

Com base em levantamento realizado pela Bolsa, relativo ao quarto trimestre de 2021, os primeiros investimentos das pessoas em renda variável têm sido realizados com quantias cada vez menores. Em dezembro, a mediana da primeira aplicação foi de R$ 44.

No último trimestre, o investimento em ações continuou robusto. No período, houve uma alta de cerca de 30% — chegando a 3,1 milhões de CPFs. Apesar da elevação da taxa Selic, que torna a renda fixa mais atraente, as pessoas vêm mantendo posições em renda variável, além da diversificação nas carteiras.

No último trimestre do ano passado, subiu ainda mais o total de investidores com produtos além das ações. Em 2016, 75% das pessoas físicas possuíam apenas ações. Já em 2021, o número passou para 35%.

Retrato da bolsa de valores em 2021

No acumulado de 2021, a B3 observou uma alta de 1,5 milhão de investidores pessoa física no mercado de capitais. Este número representa uma elevação de 56% em relação a dezembro de 2020.

Os 4,2 milhões de investidores pessoa física encerraram o último ano com um total de R$ 501 bilhões no mercado brasileiro. Isso equivale a uma alta de 9% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

O número total de pessoas físicas na B3 — considerando renda variável e renda fixa — chegou a 13,1 milhões. Em relação a dezembro de 2020, aconteceu um crescimento de 23%.

Na renda fixa, o Tesouro Direto, que possibilita a aplicação em títulos públicos federais, teve um aumento de 26% no número de investidores.

Outros produtos de renda fixa — como CDB, CRI, CRA, LCI, LCA, LC, debêntures, entre outros —, juntos, tiveram um avanço de 17%, chegando a 10,1 milhões de CPFs.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.