Corretora estuda lançar fan tokens de 5 times brasileiros; confira quais são

No jogo de investimentos, o mercado brasileiro está ganhando mais uma empresa. Serão lançados fan tokens de 5 times brasileiros,além dos já lançados pela empresa.

A corretora Bitci, de origem turca, anunciou a intenção de abrir um escritório no Brasil e lançar uma plataforma de negociação no país em março deste ano.

A pequena corretora com sede na Turquia lançou em junho passado os fãs tokens da seleção brasileira em formato de certificados digitais, os NFTs.

Em entrevista à Reuters, o CEO da Bitci, Onur Altan Tan, comentou que a parceria deve se estender para outros cinco times nacionais. Já em sua conta no Twitter, Tan revelou conversas para lançar os fãs tokens do Sport Clube Recife, Fortaleza, Coritiba, Ceará e Vitória. 

Até agora, a Bitci lançou 25 fan tokens, incluindo da seleção brasileira e espanhola. Além de clubes da liga inglesa e escocesa de futebol, mas o objetivo é ter mais de 50 tokens até o final do ano.

Em fevereiro, foi lançada a sua plataforma no Brasil e em março, a Bitci parte para a Espanha em março. Até o final do ano, a corretora também planeja abrir escritórios na Índia, Rússia e em alguns países da Ásia Central.

Turquia e as criptomoedas

A Turquia está vivendo um momento delicado da economia e já baixou diversas leis para proibir a negociação de criptomoedas. O país já proibiu a atuação de exchanges como a Binance, a maior corretora de ativos digitais do mundo, em seu território. 

Essas criptomoedas, chamadas de fan tokens, uniram o mundo dos esportes ao universo dos ativos digitais. 

Algumas delas permitem que o investidor-torcedor tenha poder na escolha de camisas, preferência na compra de ingressos e, até mesmo, “dividendos” na negociação de jogadores. 

O que são as criptomoedas?

As criptomoedas é um tipo de dinheiro, porém com a diferença de ser totalmente digital. Além disso, ela não emitida por nenhum governo como o dinheiro utilizado por nós.

De acordo com o site Bitcoin.org, mantido pela comunidade ligada ao Bitcoin, as criptomoedas foram descritas pela primeira vez em 1998 por Wei Dai, que sugeriu usar a criptografia para controlar a emissão e as transações realizadas com um novo tipo de dinheiro. Isso dispensaria a necessidade da existência de uma autoridade central, como acontece com as moedas convencionais.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.