Empréstimo mais barato? Conheça a fintech que oferece crédito com garantia em consórcio

No  mercado de crédito, quanto maior a garantia oferecida para quem empresta os recursos, maior a chance de as taxas de juros serem mais baixas. Isso vale para o crédito com desconto em folha de pagamento, para refinanciamento de imóveis e veículos, e agora também para consórcios.

A Consorciei, fintech especializada na área de consórcios, anunciou que está oferecendo uma modalidade que não era explorada.

A modalidade usa cotas ativas ou canceladas como garantia para o pagamento do crédito contratado. Ele pode ser utilizado qualquer tipo de consórcio como garantia, no entanto, para ter acesso a esse tipo de empréstimo, o consumidor não pode ter utilizado a carta de crédito para aquisição do produto ou serviço inicialmente pretendido.

A área de consórcios, no ano de 2021, de acordo com a Abac (Associação Brasileira de Consórcios), vendeu mais de 3,17 milhões de cotas em diferentes modalidades. 

Em contrapartida, existem consumidores que precisam desistir do contrato ou interrompê-lo temporariamente. A Consorciei entendeu que oferecer o crédito tendo as cotas como garantia era uma opção para que muitos não tenham que desistir do sonho caso precisem de dinheiro disponível no meio do caminho.

De acordo com a última pesquisa da Confederação Nacional de Comércio, Bens, Serviço e Turismo (CNC), 12 milhões de brasileiros estão endividados, e grande parte desse número acaba buscando linhas de crédito para quitar essas dívidas. Segundo Alexandre Caliman, sócio-fundador da Consorciei, a maioria esmagadora das pessoas que pegam o crédito na fintech utilizam esse recurso para liquidar dívidas antigas, minimizando os altos custos com juros que elas carregam.

O empréstimo varia de acordo com o valor da cota do consorciado e a taxa de juros varia de acordo com o valor tomado. A fintech avalia a aplicação dessa cota e verifica a possibilidade de entregar um crédito que faça sentido para o cliente, sem que o valor do crédito ultrapasse o valor do consórcio.

No Brasil, a fintech estima que existam R$ 50 bilhões em valor de cotas de consórcio que poderiam ser utilizadas para este tipo de empréstimo. Como alternativa, a fintech também permite que os consorciados vendam suas cotas de consórcio, sem a necessidade de esperar até o final do grupo ou a contemplação para ter acesso ao dinheiro.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Jheniffer Freitas
Jheniffer Aparecida Corrêa Freitas é formada em Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes. Atuou como assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo e da Secretarial Estadual da Saúde de São Paulo. Há dois anos é redatora do portal FDR, onde acumula bastante experiência em produção de notícias sobre economia popular e finanças.