Como fica o valor do salário líquido com os descontos do INSS e IR em 2022?

Na última quinta, 20, o governo federal publicou a nova tabela de contribuição à Previdência, que irá alterar o valor dos descontos aplicados nos salários dos trabalhadores formais neste ano. As mudanças impactarão os salários referentes ao mês de janeiro, que são pagos em fevereiro.

O pagamento dos trabalhadores com carteira assinada tem desconto do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) e, também, do IR (Imposto de Renda). Como a tabela do Imposto de Renda não foi corrigida pela inflação, novamente o trabalhador terá um desconto maior em seus rendimentos.

Confira logo abaixo como ficará o salário e quais valores serão descontados de contribuição e IR, se for o caso. Os cálculos foram feitos pelo advogado Wagner Souza,  do escritório Roberto de Carvalho Santos Advogados Associados, para a Folha de São Paulo.

Salário Contribuição previdenciária Imposto de Renda Total de descontos Alíquota efetiva (contribuição previdenciária) Alíquota efetiva (Imposto de Renda) Percentual total de descontos (IR + INSS) Salário final após descontos
R$ 1.212,00 R$ 90,90 R$ – R$ 90,90 7,5 0 7,5 R$ 1.121,10
R$ 1.500,00 R$ 116,82 R$ – R$ 116,82 7,79 0 7,79 R$ 1.383,18
R$ 2.000,00 R$ 161,82 R$ – R$ 161,82 8,09 0 8,09 R$ 1.838,18
R$ 2.500,00 R$ 209,00 R$ 29,02 R$ 238,02 8,36 1,16 9,52 R$ 2.261,98
R$ 3.000,00 R$ 269,00 R$ 62,02 R$ 331,02 8,97 2,07 11,03 R$ 2.668,98
R$ 3.500,00 R$ 329,00 R$ 120,85 R$ 449,85 9,4 3,45 12,85 R$ 3.050,15
R$ 4.000,00 R$ 396,18 R$ 185,77 R$ 581,95 9,9 4,64 14,55 R$ 3.418,05
R$ 4.500,00 R$ 466,18 R$ 271,48 R$ 737,66 10,36 6,03 16,39 R$ 3.762,34
R$ 5.000,00 R$ 536,18 R$ 368,23 R$ 904,41 10,72 7,36 18,09 R$ 4.095,59
R$ 5.500,00 R$ 606,18 R$ 476,44 R$ 1.082,62 11,02 8,66 19,68 R$ 4.417,38
R$ 6.000,00 R$ 676,18 R$ 594,69 R$ 1.270,87 11,27 9,91 21,18 R$ 4.729,13
R$ 6.500,00 R$ 746,18 R$ 712,94 R$ 1.459,12 11,48 10,97 22,45 R$ 5.040,88
R$ 7.000,00 R$ 816,18 R$ 831,19 R$ 1.647,37 11,66 11,87 23,53 R$ 5.352,63
R$ 7.087,22 R$ 828,39 R$ 851,81 R$ 1.680,20 11,69 12,02 23,71 R$ 5.407,02

Um trabalhador que, por exemplo, recebe um salário de R$7 mil, deverá pagar uma contribuição de R$818,18 ao INSS. O IR será de R$831,19, dando um total de R$1.647,37 em descontos. Nesta situação, o salário liquido será de R$ 5.352,63. 

Esta alteração na tabela de contribuição já está considerando o novo salário mínimo de R$1.212, que está em vigor este ano. As outras taxas também foram reajustadas em 10,16%, que é a inflação do último ano. Este reajuste também valerá para as  aposentadorias, pensões, auxílios e demais benefícios do INSS acima do piso salarial.

Após a Reforma da Previdência, a contribuição previdenciária passou a ser calculada de maneira progressiva, isto é, em cada parcela do salário é aplicada uma alíquota correspondente entre  7,5% a 14%. 

De acordo com Wagner Souza, neste ano, a contribuição previdenciária para trabalhadores formais que contribuem pelo teto do INSS será de R$ 828,39 por mês. Este valor se dá pois o montante passa a ser calculado em cima do novo teto do INSS, que será de R$ 7.087,22. sendo assim, esse desconto máximo será aplicado até mesmo em situações em que o funcionário ganhe um salário mais alto.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Paulo Amorim
Paulo Henrique Oliveira é formado em Jornalismo pela Universidade Mogi das Cruzes e em Rádio e TV pela Universidade Bandeirante de São Paulo. Atua como redator do portal FDR, onde já cumula vasta experiência e pesquisas, produzindo matérias sobre economia, finanças e investimentos.