Ações da Netflix despencam 25% em um dia; entenda o que aconteceu

Na última sexta-feira (21), por volta das 12h, as ações da Netflix despencaram 24,3% na Bolsa de Valores americana Nasdaq. Já na Bolsa brasileira, os BDRs da companhia registraram desvalorização de 25,4% no período. Os papéis caíram após a divulgação de números da empresa no quarto trimestre de 2021.

No fechamento da última sexta, as ações da Netflix, listadas em Nasdaq, reduziram 21,79%. O movimento se iniciou no after market na noite anterior — logo após a divulgação do resultado trimestral da companhia. Já na B3, os BDRs da empresa de streaming desvalorizaram 22,26%.

Ações da Netflix despencam após divulgação de números trimestrais

No último trimestre de 2021, a Netflix registrou lucro de US$ 1,33 por ação. A expectativa do consenso Refinitiv era de US$ 0,82%. Contudo, no mesmo período do ano anterior, o lucro por ação da companhia era de US$ 3,19. A redução aconteceu diante da alta nos custos da empresa.

Do terceiro para o quatro trimestre do ano passado, o lucro líquido diminuiu de US$ 1,4 bilhão para US$ 607 bilhões. Isso representa uma queda de 58%. A receita por sua vez, foi conforme o projetado. O valor foi de US$ 7,71 bilhões.

O Netflix adicionou 8,28 milhões de assinantes à sua base. Apesar disso, a estimativa pelo consenso Refinitiv era de US$ 8,4 bilhões. Ao todo, a plataforma encerrou o ano com 221,84 milhões de assinantes.

A empresa e analistas projetavam um aumento considerável de inscritos no final do ano passado. Isso porque a companhia disponibilizou novos programas e filmes — que tinham sido adiados para o segundo semestre. No final do último ano, a empresa lançou filmes como o “Não Olhe para Cima”.

Além da desaceleração do crescimento, os investidores ainda reagiram negativamente às estimativas da Netflix para o primeiro trimestre deste ano. A companhia prevê ganhar 2,5 milhões de assinantes. Os analistas, anteriormente, haviam projetado que o número seria de 6,9 milhões.

A plataforma informou que estima uma lista de conteúdo mais comedido no período. Os grandes lançamentos estão previstos para acontecer somente em março.

Segundo a companhia, uma das maiores razões para a desaceleração foi a alta da concorrência de outras companhias.

Depois do resultado trimestral, o Morgan Stanley reduziu a recomendação para os papéis da Netflix. A indicação passou de overweight (exposição acima da média do mercado) para equalweight (conforme a média do mercado). O preço-alvo caiu de US$ 700 para US$ 450.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Silvio Souza
Silvio Suehiro Souza é formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Desde 2019 dedica-se à redação do portal FDR, onde tem acumulado experiência e vasto conhecimento na área ligada a economia, finanças e investimentos. Além disso, Silvio produz análises sobre produtos e serviços financeiros, sempre prezando pela imparcialidade e informações confiáveis.