Indústria bilionária: startups brasileiras receberam R$ 53 bi em 2021; quais se destacaram?

O último ano foi um grande momento para as startups no Brasil. As empresas receberam R$ 53 bi em 2021 e obtiveram destaque em seus setores.

Em 2021, foi batido o recorde de investimentos nas empresas de inovação e tecnologia. O jornal Folha de São Paulo publicou recentemente informações reunidas pela plataforma de monitoramento Distrito. De acordo com a plataforma, as startups brasileiras receberam R$ 53 bilhões em investimentos durante o ano de 2021.

Setores que receberam investimento

Apesar do ano ter sido promissor para empresas startups, alguns setores se mostram mais aptos a receber investimentos. Confira os segmentos em que mais se investiu em 2021:

 FinTech: 176

RetailTech: 87

HealthTech: 69

Real Estate: 32

Mobilidade: 20

Valor arrematado por cada setor:

FinTech: R$ 20.9 bilhões

RetailTech: R$ 7.8 bilhões

Real Estate: R$ 6.06 bilhões

HealthTech: R$ 2.9 bilhões

Mobilidade: R$ 2.3 bilhões

O investimento bilionário em startups brasileiras se deu por diversos fatores. Até março do último ano, o Banco Central deixou a taxa Selic em 2%, desse modo os investimentos de renda fixa se tornaram pouco atrativos e as startups passaram a ser um investimento convidativo.

A cotação do dólar também influenciou no bom momento para as startups, já que a moeda estadunidense ultrapassou os 5 reais na grande parte de 2021 e com isso os investimentos no Brasil se tornaram mais baratos para o mercado de fora. 

Grandes mercados como Estados Unidos e Europa possuem grande disputa e se encontram saturados, a disponibilidade das startups do Brasil alavancaram o número de investimentos.

O que esperar de 2022

O ano ainda está começando, mas as previsões para o mercado de startups já foram lançadas. Mesmo que o mercado de câmbio não apresente queda, o aumento de juros da Selic, que se encontra em 9,52% ao ano, tornará os investimentos em outros produtos novamente interessantes.

Não se espera que o ano de 2022 seja de um novo recorde de investimentos em startups, isso porque existe o receio de uma nova onda da Covid-19 com as novas variantes e os números voltando a crescer. Além disso, as eleições presidenciais prometem instabilidade para a economia brasileira.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Hannah Aragão
Hannah Aragão é graduanda em jornalismo pela Universidade Federal de Pernambuco, a UFPE. Atuou em diversas áreas da comunicação, passando por assessoria, endo marketing, comunicação estratégica e jornalismo impresso. Atualmente, se dedica ao jornalismo online na produção de matérias para o portal FDR.