Pais solteiros podem receber valor de até R$3 mil do auxílio emergencial; saiba como receber

O pagamento retroativo do auxílio emergencial a pais solteiros foi feito nesta quinta-feira, 13. Na oportunidade, 823,4 mil tiveram direito a receber o equivalente às cinco primeiras parcelas do benefício que foram pagas na rodada inicial do programa em 2020, ou seja, aquelas disponibilizadas entre abril e agosto.

Pais solteiros podem receber valor de até R$3 mil do auxílio emergencial; saiba como receber
Pais solteiros podem receber valor de até R$3 mil do auxílio emergencial; saiba como receber.
(Imagem: FDR)

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), foi feito um investimento de R$ 4,1 bilhões liberados através da edição de uma medida provisória em dezembro do ano passado. O montante foi distribuído entre os mais de 800 mil pais solteiros e já podem ser movimentados através da conta poupança social digital do Caixa Tem. 

A plataforma foi criada no primeiro semestre de 2020 justamente para viabilizar e promover a unificação do auxílio emergencial em 2020, que até então era liberado diretamente nas agências bancárias, casas lotéricas e correspondentes, gerando aglomerações em meio ao ápice da pandemia da Covid-19. 

O aplicativo é bastante parecido com o de uma conta corrente em banco convencional, por ele, é possível realizar uma série de transações com o auxílio de ferramentas e serviços completos e sem a cobrança de nenhuma taxa. 

Os pais solteiros que ainda não têm certeza quanto ao auxílio emergencial retroativo, poderão consultar a situação do benefício através do site do Ministério da Cidadania. A informação é que cada pai solteiro receberá quantias que podem variar entre R$ 600 a R$ 3 mil. 

A quantidade exata irá depender de quanto o cidadão começou a receber o benefício, logo, entende-se que é preciso ter sido incluído no programa durante a fase inicial, mas sem adquirir o direito à cota dupla desde o princípio. 

No entanto, o Governo Federal reforça que não há meios capazes de requerer a inclusão do auxílio emergencial, tendo em vista que o auxílio emergencial retroativo será feito somente para os pais solteiros que receberam as cinco primeiras parcelas do benefício em 2020. 

Por outro lado, o pagamento extra não abrange as parcelas provenientes da prorrogação entre setembro e dezembro de 2020, que pagaram a média de R$ 300, nem mesmo a rodada composta por sete parcelas que vigorou no ano passado. 

Vale lembrar que o auxílio emergencial para pais solteiros havia sido vetado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em julho de 2020. Com o veto, somente as mulheres, mães solteiras chefes de famílias monoparentais, puderam receber parcelas de R$ 1.200 e R$ 600.

Gostou do conteúdo? Siga @fdrnoticias no Instagram e FDR.com.br no Facebook para ver as últimas notícias que impactam diretamente no seu bolso e nos seus direitos.

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Laura Alvarenga
Laura Alvarenga é graduada em Jornalismo pelo Centro Universitário do Triângulo em Uberlândia - MG. Iniciou a carreira na área de assessoria de comunicação, passou alguns anos trabalhando em pequenos jornais impressos locais e agora se empenha na carreira do jornalismo online através do portal FDR, onde pesquisa e produz conteúdo sobre economia, direitos sociais e finanças.