Investidores da moeda virtual do Cruzeiro recebem lucro após contratação de jogador pelo Palmeiras; entenda

O Palmeiras anunciou na quarta-feira (12) a chegada do zagueiro Murilo Cerqueira, ex-Locomotiv Moscou, da Rússia, até o fim de 2026.

publicidade

A negociação de US$ 2,8 milhões (R$ 15,5 milhões) por 80% dos direitos econômicos do defensor, vai trazer um retorno de aproximadamente R$589 mil aos investidores do Cruzeiro Token, moeda virtual do clube mineiro. Isso porque o Clube tem 3,8% do “mecanismo de solidariedade” da FIFA de Cerqueira.

Revelado pelo Cruzeiro em 2017, Murilo foi para o Lokomotiv em 2019 e realizou 71 partidas pelo clube, sendo dez delas na Liga dos Campeões da Europa. No período fez cinco gols e ganhou a Supercopa da Rússia de 2019 e a Copa da Rússia em 2021.

De acordo com Ney Pimenta, fundador e CEO da BitPreço, marketplace de criptomoedas que opera oficialmente a criptomoeda do Cruzeiro, é uma excelente oportunidade para investir na moeda virtual cruzeirense. Pimenta explica que, segundo informações do Cruzeiro, o retorno dessa única movimentação pode chegar próximo a 4,5% do valor investido, lembrando que o token ainda deverá gerar várias oportunidades similares de rendimentos pelos próximos 5 anos.

publicidade

Além do Murilo Cerqueira, o Cruzeiro Token conta com 200 atletas na cesta de jogadores formados pelo clube que podem trazer novos retornos aos detentores do ativo.

Mecanismo de Solidariedade

Ainda conforme Pimenta, as pessoas que comprarem o criptoativo cruzeirense também vão adquirir direitos do Mecanismo de Solidariedade de jogadores da equipe. Esse mecanismo da FIFA recompensa clubes que financiam jogadores em início de carreira. Dessa forma, quem compra Cruzeiro Token tem acesso a uma parte da porcentagem que o clube recebe a cada negociação de um jogador formado por ele. 

“Vale lembrar que essa porcentagem só ocorre quando o atleta passa por uma segunda transferência após sair do Cruzeiro. Dentro do mercado digital, a moeda virtual do Cruzeiro é classificada como um ativo de baixa volatilidade, trazendo ainda mais segurança para os seus compradores”. 

E qual o risco de investir numa moeda virtual que depende do desempenho de atletas? Um estudo realizado pela consultoria Pluri, que analisou o perfil de mais de 200 atletas, revelou resultados bastante satisfatórios. Diante de um panorama mais provável, a consultoria estima que os investidores podem obter um volume de renda de aproximadamente 74%. O estudo considerou que em um cenário mais animador, quem comprar o token pode ter lucros que chegam a impressionantes 114,29%. E a chance de perder dinheiro é mínima. No pior dos cenários, o lucro estimado foi de 14%.  

MAIS LIDAS

×

Deixe as notícias mais recentes encontrarem você

Você pode ficar a par das melhores notícias financeiras e atualizado dos seus direitos com apenas uma coisa: o seu email!

Victor Barboza
Editor-chefe do portal de notícias FDR. É responsável por toda a apuração e compartilhamento de informações, sempre presando pela qualidade e independências das notícias veiculadas. Especialista em finanças. Possui MBA em Gestão de Negócios pela USP e Graduação em Gestão Financeira pela Estácio. Possui especializações e trabalhos acadêmicos nas áreas de educação financeira, investimentos, fintechs, gestão empresarial e psicologia econômica. É fundador da GFCriativa e Co-Fundador da Fincatch. Trabalhou com gestão financeira nas startups Tendere e Strategy Manager.